Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

{Semana Especial - Verão} Resenha #268: Aconteceu Naquele Verão - Stephanie Perkins

Título: Aconteceu Naquele Verão
Organização: Stephanie Perkins
Título original: Summer Days & Summer Nights
Tradução: Ana Rodrigues, Flora Pinheiro, Larissa Helena
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-85-510-0115-8
Gênero: Conto americano
Edição: 1° (2017)
Ano da obra: 2016
Páginas: 384

Compare e adquira seu exemplar aqui!
Adicione esse livro ao Skoob.

Avaliação: 


RESENHA


Ah, o verão! Tempo de férias, tomar um sorvete, ir à praia, pegar uma corzinha e se divertir muitíssimo, seja na companhia de amigos ou familiares em dias ensolarados. Essa estação do ano é tão maravilhosa que a Stephanie Perkins organizou a coletânea "Aconteceu Naquele Verão", que reúne doze histórias de amor passadas durante esse período e escritas por autores renomados no cenário Jovem Adulto.
Por se tratar de histórias adolescentes, boa parte delas são focadas nessa transição do ensino médio para a faculdade, ou seja, vários personagens estão inseguros em relação ao seu futuro e indecisos em relação a amores que poderão não resistir a essa transição bem natural na carreira de qualquer um. 

A obra, é iniciada com o conto da Leigh Bardugo: "Cabeça, Escama, Língua, Cauda", onde uma jovem avista uma criatura estranha no lago da cidade e passa a se questionar sobre o que teria visto na companhia de um novo amigo misterioso. É um conto muito bem escrito e traz uma história que remete muito às lendas do monstro do Lago Ness.

"O Fim do Amor", de Nina LaCour, traz a história de Flora. Ela está sofrendo muito com a separação dos pais e bem descrente em relação ao amor. Para desopilar, resolve se inscrever em um curso de verão de matemática, sendo que ela já havia pagado essa disciplina. Como se não bastasse, ela acaba reencontrando Mimi, a garota por quem Flora é apaixonada. Um conto muito fofo sobre amor e restauração.

Para quem gosta de zumbis e cinema, "O Último Suspiro do Cinemorte", escrito por Libba Bray, narra a desventura de dois jovens, Dani e Kevin, que realizam a última sessão em um cinema tão antigo que está prestes a se fechar. Nesse cinema, existe uma lenda em torno de uma filme que pouco foi reproduzida por ser extremamente perigosa. É um conto cheio de mistérios.

"Prazer Doentio", de Francesca Lia Block, é um dos contos mais desconexos da coletânea, por não trazer o tipico casal que se dá bem, ao contrário disso, a autora traz um conto em que sua personagem é muito influenciada pelas amigas e acaba fazendo aquilo que se arrependerá posteriormente.

"Em noventa minutos, vá em direção ao North", Stephanie Perkins brinca com o nome de seu personagem e traz um casal de protagonistas mais maduros e que acabaram a relação, porém, muitas coisas não ficaram bem resolvidas e eles vão por tudo a limpo em uma viagem de teleférico. 
"Lembranças" de Tim Fiderle é sobre um relacionamento que já começou com data de termino marcado, tudo isso para anteceder e evitar as dores que um final traz. Apesar de triste, é um conto muito bom e aborda a homossexualidade de forma aberta.

Veronica Roth, fala muito da dor das palavras quando não ditas às pessoas que amamos e que pode ser tarde demais se não formos rápidos em demonstrar o que sentimos,  no conto "Inércia".

"Amor é o Último Recurso", de Jon Skovron contém uma das melhores histórias desse livro, isso porque se passa em uma espécie de spar com os personagens centrais descrentes no amor. É aquela história cheia de clichês e confusões, mas que acaba sendo gostosa de se ler. Além disso, o autor soube como trabalhar perfeitamente os personagens secundários, fazendo deles, memoráveis.

"Boa Sorte e Adeus", de Brandy Colbert, a personagem central terá que lidar com a partida da prima para outra cidade. Mas é aí que ela vai aprender que partidas podem também significar novas chegadas, sendo apenas preciso está  aberto para novas descobertas. 

O conto da Cassandra Clare, "Nova Atração", foi surpreendente. Tudo se passa em um parque de diversões comandado por Lulu, uma garota que sofre ainda com a ausência do pai que sumiu sem explicações. O local é permeado por mistérios e um demônio (do bem) que dá vida ao parque. Mas tudo passa a mudar quando um tio da menina aparece com planos terríveis e gananciosos. Lutas de demônios, espelhos mágicos, magia e romance recheiam esse conto.

Jonnifer E. Smith, em seu "Mil Maneiras de Tudo isso dar errado", trará matemáticas (a autora deve ter sido uma nerd daquelas), muitas crianças, jogos e o casal Annie e Griffin, que terão que fazer de tudo para ficar juntos.

Por fim, quem fecha a coletânea com muito esplendor é o Lev Grosman com seu conto "O Mapa das Pequenas Coisas Perfeitas". Na história, um garoto fica preso do dia 4 de agosto, onde todas as manhãs é o mesmo dia e tudo acontece da mesma forma. Exceto com ele que consegue perceber o loop infinito. Sem saber o que está acontecendo e achando-se sem saiba, ele se propõe a é ler todos os livros da biblioteca, até que Margaret aparece e juntos vão buscar uma forma de descobrir o que está realmente acontecendo com o mundo.
"Aconteceu Naquele Verão" consegue ter umas histórias muito bem sacadas e escritas. Os enredos são realmente fantásticos e nos transportam para esse clima gostoso do verão. O livro com certeza cumpre a sua proposta de trazer histórias descontraídas que vão agradar ao publico alvo.

O único pecado é ter que se limitar à histórias de amor (embora algumas, creio eu, vá além da história de amor). Limitar a histórias de amor, torna algumas histórias forçadas e isso acaba não convencendo o leitor já que as paixões acontecem de uma forma muito rápida. No entanto, autores como Tim Fiderle trabalham ideias plausíveis, já que fogem à regra de amores infinitos.

Dada a complexidade de alguns enredo, arriscaria que os autores poderiam se aprofundar ainda mais em suas histórias e torná-las maiores até. A Stephanie Perking fez isso, já que seu conto é uma sequencia do publicado na coletânea "O presente do meu grande amor".

Um grande destaque do livro é a diversidade de cor, orientação sexual e classe trabalhados, dando uma maior visibilidade no publico jovem.

Por fim, para quem curte boas histórias, "Aconteceu Naquele Verão" carrega doze enredos que irão agradar aos leitores apaixonados, e até mesmo aqueles de coração gelado. Deixe o verão quebrar esse gelo. ♥

Até logo,
Pedro Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!