Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
3

Retrospectiva literária de 2016 e metas para 2017!

Olá, leitores. Tudo bem?

Sei que estou um pouco atrasado, mas nunca é tarde para criar metas e tentar fazer de 2017 um ano repleto de leituras maravilhosas. Por isso, vim comentar como foi meu 2016 em termos literários e o que espero do ano que já começou (assim como fiz no inicio do ano passado: link)

Click na imagem para conferir todas as minhas leituras


Foram 97 livros lidos mais cinco releituras de Desventuras em Série. Um pouco menor do que o ano passado, mas mesmo assim, um número satisfatório. Lembrando que o que realmente importa é a qualidade, e não quantidade, tanto é que nem coloquei metas numéricas para o ano passado.

Minhas metas para 2016 eram ler mais autores que escrevem em língua portuguesa (#LeiaNossaLíngua), voltar com a dieta literária e com a TBR. Falhei nessas duas últimas mais uma vez, no entanto, fui até bem em ler autores de língua portuguesa.

Leia nossa língua


Foram 44 livros, 45 autores conhecidos (em Destino Poesia conheci a escrita de cinco autores e li autores mais de uma vez). A maioria foram brasileiros e portugueses, mas ainda quero expandir para outros países.
Destaques:


  • Valter Hugo MãeO filho de Mil Homens - (+)
  • A Máquina de Fazer Espanhóis - (+)
  • Jorge Reis-Sá: A Definição do Amor - (+)
  • Maria Valeria Resende: O Voo da Guará Vermelha - (+)
  • Fernando SchellerO amor segundo Buenos Aires - (+)
  • Adalgisa Nery: Neblina - (+)
  • Marilia Arnaud: Liturgia do Fim - (+)
  • Daniel Galera: Meia-Noite e Vinte - (+)


Leia Mulheres

Ainda não foi a vez das mulheres dominarem a minha lista de leituras. Mas essa não era a meta, o que eu quero é sempre conhecer mais mulheres escritoras e esse ano foram 40 leituras de mulheres. Ponho em destaque as seguintes (além das já mencionadas na categoria anterior):


  • Elena Ferrante: A Filha Perdida - (+)
  • Noelle Stevenson: Nimona - (+)
  • Vanessa Barbara: O Livro Amarelo do Terminal (ainda a resenhar)
  • Alice Walker: A Cor Púrpura - (+)
  • Adriana Lisboa: O Sucesso - (+)
  • Virginia Woolf: Profissão Para Mulheres e outros artigos feministas (ainda a resenhar)


Metas para 2017

Espero continuar lendo mais mulheres e mais dos nossos autores. Preciso ainda descobrir escritores e escritoras esquecidos e divulgá-los no intuito de que mais pessoas os conheçam. Além disso, quero me propor a continuar lendo de tudo um pouco; sem limitações ou preconceitos.


Um semestre, seis livros

Motivado pelo Christian Assunção e pela Nanda Lisbôa, resolvi optar por escolher seis obras para os seis primeiros meses do ano, nos segundo semestre opto por escolher mais seis. Foi uma forma justa comigo mesmo, já que um ano é um tempo muito longo e hora e outra perdemos o interesse em tal livro. O segundo semestre virá com renovações e naquele momento saberei o que melhor ler.


➡ Middlesex - Jeffrey Eugenides: Há temos quero ler esse livro. Sempre me interesso por questões de gênero. 
➡ Mrs. Dalloway - Virginia Woolf: Meu caso com a Virginia é "Nunca te li e sempre te amei", porque comprei ao longo dos anos várias de suas obras e até então só li um pouco de sua não-ficção. 
➡ Uma Vida Pequena - Hanya Yanagihara: Desde 2015 quer ler esse romance. Ganhei ano passado da minha amiga Shirley e como ela virá fazer uma visitinha ao nordeste, pretendo ler logo mais. Já separei os lenços.
➡ Atlas de Nuvens - David Mitchell: Esse eu já comecei. Estou por volta da página 150 e amando. A primeira parte foi bem confusa, mas aos poucos as coisas tá se encaixando e cada vez mais pegando ritmo. Assim que acabá-lo, comento com vocês.
➡ Os Miseráveis - Victor Hugo: Clássico que todo leitor sonha em ler. Em relação a ele, pretendo ler apenas o tomo 1, com 1118 páginas, nesse primeiro semestre. Já no segundo semestre, começo a segunda parte. 
➡ Cem Anos de Solidão - Gabriel García Márquez: Gabo é um dos meus autores preferidos, li grande parte de sua obra, mas sempre guardei Cem Anos para um momento especial e acho que está mais do que na hora. Sei que vou amar essa leitura porque tudo o que esse homem escreveu é magnifico.


E quais são as metas de vocês para 2017? Deixe um comentário, eu adoraria saber.
Bem, no fim das contas é isso. Nada no bolso e livros nas mãos.

Até logo,
Pedro Silva.





3 comentários:

  1. Olá
    Minha meta literária para 2017 é ler 52 livros. Espero conseguir, mesmo trapaceando e lendo alguns livros mais curtinhos pra sobrar tempo pra livros maiores e mais densos de conteúdo.
    Beijos

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pedro!
    Satisfatório? Você leu muito, menino!
    Boa sorte com as metas de 2017! Só escolheu livros de peso! ;)

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bom? Adorei suas escolhas de livros. Esse ano também terei como meta ler mais obras nacionais e obras escritas por mulheres, me desejem sorte? Hhahah. Assim como você também só criei a lista nos 45 minutos do segundo tempo. Boa sorte para nós!
    eagoracarolis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!