Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #226: Sopa de Salsicha - Eduardo Medeiros


Título: Sopa de Salsicha
Autor: Eduardo Medeiros
Editora: Quadrinhos Na Cia. (Cia. das Letras)
Edição: 1
ISBN: 9788535927030
Gênero: História em quadrinhos
Ano: 2016
Páginas: 172
Compare e adquira seu exemplar Aqui!
Adicione esse livro ao Skoob.

Avaliação: 




RESENHA


Sopa de Salsicha é a mais recente grafic novel do quadrinista Eduardo Medeiros publicada pela Quadrinhos Na Cia., selo da editora Companhia das Letras, em uma bela edição composta por 172 páginas.
Na trama, autobiográfica, Eduardo começa nos narrando sua mudança da cidade de Porto Alegre para Florianópolis na companhia de sua esposa apelidada carinhosamente por ele de Baixinha (Aline). A partir de então, o que vemos é o amadurecimento do casal e suas formas de lidar com situações cotidianas como a depressão, levar o Amarelo (cachorrinho deles) para passear na praia, buscar trabalho e formas de manter a casa e claro, cuidar um do outro.

O autor brinca muito com o texto e dialoga muito com o leitor durante a narrativa. Ele trata de forma cômica as questões envolvendo bloqueio criativo, motivos para escrever esse quadrinho e o motivo de tomar algumas decisões.
Eduardo Medeiros nos narra o inicio de sua carreira e ainda mais, insere outros quadrinistas de renome na HQ que são seus amigos, como os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, abrindo um espaço para introduzir um desenho deles já que faltava inspiração. Assim como a Baixinha se intromete a relatar um momento marcante em sua vida (o que é um dos momentos mais amorosos do livro).

Sopa de Salsicha é uma história de amadurecimento e busca sempre pela melhoria, embora os personagens saibam e informam que isso determina tempo. Mas que, no fim, as mudanças vindouras são importantes para a renovação da vida, e claro, das ideias. De certa forma, Sopa de Salcicha é uma declaração de amor a Aline (Baixinha) esposa do Gabriel Salsicha e uma maneira de mostar o quão ama a vida ao seu lado.
O desenho segue um estilo próprio, que diria ser até fofo. Não é um traço exagerado. A palheta de cores é diversa, mas segue em muitos tons de marrom, verde e alaranjado.

Até logo,
Pedro Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!