Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
11

Resenha #144: Prometo Falhar - Pedro Chagas Freitas

Título: Prometo Falhar
Autor: Pedro Chagas Freitas
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581637495
Ano: 2015
Páginas: 400
Adicione

Avaliação:





Resenha


Hoje venho falar de um livro que já na primeira página mexeu muito comigo. Prometo falhar é o novo lançamento do escritor português Pedro Chagas, que chegou ao Brasil pela Editora Novo Conceito.


A obra é composta por centenas de pequenos contos do autor, cada um deles com, no máximo, 3 páginas, mas que, mesmo com poucas palavras, são capazes de tocar o mais fundo da sua alma.
Pedro usa em seu livro contos que falam sobre amor, todos os tipos de amor. Amores maternos, paternos, de irmãos, namorados, amantes, de pessoas que se conhecem a anos, de completos estranhos, amores recém acabados, amores que fogem às regras, enfim, toda forma de amor e cada uma de suas particularidades.
"O amor acontece quando desistimos de ser perfeitos.."
10

Mais literatura em Campina Grande com o #LeiaMulheres


Leia mulheres (ou #LeiaMulheres) é um projeto que tem ganhado destaque em várias partes do país. Trata-se de um grupo de pessoas que se uniram para ressaltar as vozes femininas na literatura, essas por muitas vezes esquecidas ou até mesmo escondidas por pseudônimos que nada dizem sobre seus gêneros, tendo como inspiração a escritora Joanna Walsh que em 2014 decidiu aumentar o foco nas produções realizadas por autoras.
I Encontro, Janeiro - O sol é para todos - Harper Lee
O projeto chegou à cidade de Campina Grande – PB, e como numa espécie de clube da leitura, todo mês é escolhido uma obra, de uma autora mulher, a ser debatida num circulo composto, em sua maioria, por mulheres - mas sem excluir os homens. O primeiro livro escolhido para abrir essa nova empreitada em Janeiro foi o renomado “O Sol é Para Todos”, da autora norte-americana Harper Lee, falecida na última sexta-feira (19).
A proposta principal é levantar esse debate sobre desigualdade de gênero e aumentar a visibilidade da mulher no mercado editorial, por isso a importância desse projeto.

O segundo encontro está programado para o dia 26/02 (sexta-feira) às 18h30 na biblioteca do Teatro Municipal Severino Cabral. Sob a mediação e organização da bailarina Samuelly Laurentino, será discutido o clássico e pioneiro da ficção cientifica Frankenstein, da britânica Mary Shelley. O evento é aberto a todos e totalmente gratuito.

Até logo,
Pedro Silva 


13

{PARCERIA 2016}: Galera Record, Grupo Editorial Record e Catálogo Literário

Olá de novo, pessoal!

Que semana recheada, hein? Em tão pouco tempo, renovamos duas parcerias e passamos em outras duas seleções! Conseguimos um feito que outrora eu achava impossível: ser parceiro de todos os selos do Grupo Editorial Record.

A parceria da Galera Record é exclusiva para os lançamentos do selo Galera Record, que inclui autores como Cassandra Clare, Scott Westerfeld, Sarah J. Maas, David Levithan, Colleen Hoover e Paula Pimenta.

Já a parceria do Catálogo Literário engloba grandes autores publicados pela Editora Civilização Brasileira, Editora Paz e Terra, Editora José Olympio, Bertrand Brasil e Record, como Julio Cortázar, Eric Hobsbawm, Isabel Allende, John Fante, Cristóvão Tezza, Nélida Piñon, Umberto Eco, Ferreira Gullar, Adélia Prado, Dias Gomes e muito mais.

Na parceria do Grupo Editorial Record estão inclusos todos os selos (inclusive a Verus Editora e a Editora BestSeller) menos a Galera Record. Alguns dos autores que fazem parte da parceria: Carina Rissi, Eduardo Spohr, Jamie McGuire, Jo Nesbo, Marian Keyes, Nora Roberts, Tess Gerritsen, Bernard Cornwell e Sophie Kinsella.

11

Resenha #143: Antes que Seque - Marta Barcellos

Lido em: Dezembro de 2015
Título: Antes que seque
Autor: Marta Barcellos
Editora: Record
Gênero: Contos brasileiros
Ano: 2015
Páginas: 192
Adicione:

Avaliação:





Resenha



O livro de contos Antes que seque, de Marta Barcellos foi o vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2015, traz um total de 22 contos, onde 17 são narrados por mulheres, e nos outros, embora o ponto de vista seja masculino a presença feminina é marcante.

Em todos os resumos que li sobre o livro, o definem como contos sobre mulheres que por algum motivo não conseguem engravidar e corresponder à figura maternal idealizada, e a capa com flores e ramos que remetem o sistema reprodutor feminino reforçam essa idéia. Porém os contos não se restringem a esse tema.
“Um dia, ela vai querer partir, mas não vai saber pra onde nem como, porque os filhos ainda dependem dela. Um dia ela não vai mais querer partir e vai sentir falta de quando a sua infelicidade se parecia com a da mocinha da novela – ao menos uma protagonista.” Pag:105
Os contos são curtos de duas a três paginas, mas tem profundidade. A autora consegue percorrer o universo feminino, a opressão imposta às mulheres durante séculos, mulheres que desejam engravidar, mulheres que afastam a todo custo qualquer possibilidade de gerar um filho. As que precisam cuidar dos pais, ou educar filhos adolescentes. No livro percorremos as diferentes vidas de mulheres, ricas, pobres, que podem parecer fúteis, mas são marcadas por solidão, ditadura da beleza, e estereótipos.
“Não via a hora de se livrar dos filhos, mas isso ela não disse ao delegado. A maldade da gente deve ficar bem guardada, para ninguém duvidar dela, achar um sentido, perdoar.” Pag:68

A escrita de Marta Barcellos é leve e rápida, e com uma característica comum nos contos, e que muito me agrada que é narrar pequenos momentos, sutilezas e fragmentos de uma vida, que pode ser a de qualquer um, e a partir daí extrair algo de belo, ou uma reflexão, deixado o desfecho por conta da imaginação do leitor. O livro é belo e singelo.



36

{Promoção de Aniversário} - Segundo ano do "De Cara Nas Letras"


Mais um ano se passou e nós estamos aqui novamente cheios de satisfação comemorando o segundo aniversário do nosso querido De Cara Nas Letras. Exatamente há dois anos tomamos a iniciativa de divulgarmos a literatura que tanto apreciamos. Foram mais de 100 mil visualizações, quase 5 mil comentários, um pouco mais de 350 postagens literárias diversas e 142 livros resenhados. Com tudo isso, convidamos 24 blogs amigos para presentear vocês, leitores, com uma super promoção coletiva em forma de agradecimento pela boa companhia. Serão 25 livros divididos em 5 kits, sendo um ganhador por kit. Está tudo muito lindo!  Esperamos que gostem e que possam participar.



Sem mais delongas, vamos aos formulários e seus respectivos prêmios:



























Regras Gerais:

1. Ter endereço de entrega em território nacional.
2. Cumprir todos os requisitos OBRIGATÓRIOS que garantem a participação.
3. Comentar nesta postagem com seu e-mail para facilitar sua localização, caso venha a ganhar;
4. Participar da promoção durante o período de inscrição, que é de 18/02/16 até 18/03/16.
5. Responder o e-mail de contato no período de 48 horas após o sorteio. Caso não haja resposta, o kit será sorteado novamente.


Sobre o envio:

1. Os prêmios serão enviados de forma separada, com cada blogueiro responsável pelo livro que cedeu. Os blog's terão um prazo de até 30 dias corridos para ENVIAR o livro ao ganhador, começando a contar a partir do dia 01/04.
2. Nenhum blog se responsabilizará por eventuais extravios, roubos ou perdas da transportadora.
3. Caso algum dos ganhadores forneça dados errados e o livro retornem ao remetente, não será feito um segundo envio.
4. O ganhador que descumprir alguma das regras, ou for sorteado com uma entrada não obrigatória que não tenha sido cumprida, será desclassificado.

ATENÇÃO: perfis fakes ou utilizados apenas para participar de promoções serão desqualificados.
OBS: as imagens acima são meramente ilustrativas.





11

{PARCERIA 2016}: Editora Empíreo

Olá, leitores! Como vão vocês?

É com enorme prazer que venho anunciar hoje a mais nova editora parceira do blog: a Empíreo. Gostaria, de antemão, de agradecer pela oportunidade e confiança depositada em nós. Esperamos, fielmente, que esta parceria gere frutos para todos: para a editora, para o nosso blog e, principalmente, para vocês, leitores, que terão acesso a todo o conteúdo gerado por esta parceria!


Acompanhe a Editora nas redes sociais:


Editora brasileira de literatura: romance, poesia, fantasia, não-ficção, música, quadrinhos e tudo o que for apaixonante. MISSÃO: Publicar literatura de qualidade e rica em cultura que edifique seus leitores usando os mais variados temas e formatos. INFORMAÇÕES GERAIS: A partir do latim Empyreus, uma adaptação do grego antigo, “dentro ou sobre o fogo (pyr)”, Empíreo é o mais alto dos céus, o local reservado para as divindades e para a perfeição. DESCRIÇÃO: Levamos leitores ao prazer da leitura fazendo o que somos apaixonados: editar literatura, quadrinhos, música, fantasia, biografia e quaisquer obras de qualidade.

Conheça alguns livros publicados pela Empíreo:




Quem ama suspense sobrenatural vai encontrar em Sete Cabeças uma história intensa e cheia de mistérios. Para transportar o leitor para um mundo novo, onde as coisas nem sempre são o que parecem, Godoi usa uma das mais intrigantes ferramentas que um autor tem nas mãos: a alma humana. Sete Cabeças conta duas histórias paralelas, mas com profundas relações entre si. Em “Caso 132”, conhecemos Anton Levey, um detetive que precisa solucionar um bizarro assassinato e se vê em meio a um roteiro noir de sua própria vida. Em “Frigorífico” é a vez de Eric Blair desvendar perigosos segredos para tentar salvar a si mesmo. Depois de acordar em um ambiente desconhecido ao lado de duas pessoas estranhas, ele precisará aceitar participar de um jogo macabro se quiser tentar permanecer vivo.






Quem ama suspense sobrenatural vai encontrar em Sete Cabeças uma história intensa e cheia de mistérios. Para transportar o leitor para um mundo novo, onde as coisas nem sempre são o que parecem, Godoi usa uma das mais intrigantes ferramentas que um autor tem nas mãos: a alma humana. Sete Cabeças conta duas histórias paralelas, mas com profundas relações entre si. Em “Caso 132”, conhecemos Anton Levey, um detetive que precisa solucionar um bizarro assassinato e se vê em meio a um roteiro noir de sua própria vida. Em “Frigorífico” é a vez de Eric Blair desvendar perigosos segredos para tentar salvar a si mesmo. Depois de acordar em um ambiente desconhecido ao lado de duas pessoas estranhas, ele precisará aceitar participar de um jogo macabro se quiser tentar permanecer vivo.






Como seria reinar sobre absolutamente nada? Em Zon – O rei do nada, os leitores entrarão em contato com uma narrativa profunda e intensa, na qual conhecerão um personagem que precisa invadir mentes e consciências para continuar vivendo. E ele só ficará totalmente satisfeito se, no fim, destruir as crenças daqueles que domina. Dessa forma, abre espaço para que ele mesmo seja o substituto e se torne a grande divindade do universo. Porém, quando descobre que outras forças também trabalham em sua mente, Zon se vê preso num paradoxo, e já não tem certeza de que conseguirá dominar a realidade com tanta rapidez. Ao mesmo tempo em que constrói novas crenças, destrói sua própria existência. Quem estaria por trás desse controle? Conseguirá Zon permanecer vivo e são? Zon – O rei do nada é uma aventura fantástica onde verdade e mentira, realidade e ficção se misturam, fazendo com que até o mais calmo leitor estremeça diante das profundas descobertas.



Até logo,
Sérgio H.

12

Resenha #142: Chatô, O Rei do Brasil - Fernando Morais

Título: Chatô O Rei do BrasilAutor
Autor: Fernando Morais
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Biografia
Ano: 1997
Páginas: 732
ISBN: 8571643962
Adicione

Avaliação: 




RESENHA



Chatô, O Rei do Brasil, de Fernando Morais, conta a história de Assis Chateaubriand, um dos pioneiros da comunicação no Brasil.


Assis Chateaubriand Bandeira de Melo, paraibano nascido na cidade de Umbuzeiro a 4 de outubro de 1892, além de “feio, raquítico, amarelo e opilado”. gago e franzino, foi alfabetizado tardiamente, aos nove anos de idade; peculiaridades que não o impediram de se forma na faculdade de Direito em Recife e aprender idiomas como Inglês e Alemão. É dessa forma que se inicia a vida do pequeno grande homem Assis Chateaubriand, o jornalista responsável por criar no Brasil um império de comunicação na primeira metade do século XX que chegou a marca de quase cem jornais e que perdura até hoje.

Dentre seus grandes feitos estão a criação de uma rede de jornais e rádios pelo país, além de claro o que seria, digamos, o carro chefe dos Associados, a revista "O Cruzeiro", a primeira publicação totalmente colorida, também criou a primeira emissora de TV do país e a quarta do mundo, a TV Tupi de São Paulo, além de fundar o Museu de Artes de São Paulo (MASP).

Sobre a implantação da TV Tupi.
No meio de sua trajetória polemica, Chatô foi senador da Paraíba e embaixador do Brasil na Inglaterra, cargos que assumiu com muito esforço e o uso da palavra para conseguir tais feitos. Aliás, as palavras juntamente com seu conglomerado de meios de comunicação eram suas armas e escudos para atacar ou defender-se. Chatô, sujeito asqueroso em certos aspectos, era do tipo que não levava desaforo para casa (que gosta de resolver as coisas na base da peixeira) e até chegava a escrever artigos com pseudônimos para responder quem se metesse em seu caminho, rebatendo ataques ou difamando, não medindo esforços para fazer chantagem quando necessitava conseguir algo. Seu império lhe dava um poder tão grande que Chatô não se importava se estava batendo de frente com empregados, o presidente do país ou com os maiores nomes do seu tempo.

Histórias incríveis permeiam as mais de 700 páginas da biografia de um homem ousado, onde a sua vida se confunde com a própria história política do Brasil. Revemos fatos históricos do nosso pais como revolução Paulista de 1924órgãos de imprensa apoiando a Aliança Liberal e a Revolução de 1930 que leva Getúlio Vargas ao poder; O golpe de novembro de 1937 e a instalação do Estado Novo, governado por Vargas de forma autoritária; a criação de órgãos destinados à propaganda e ao controle de informação, o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) que dificultaram as publicações dos meios de comunicação; Juscelino Kubitschek sendo eleito presidente através do voto direto; o golpe militar e o início da Ditadura no Brasil.

A biografia é extremamente bem escrita, a linguagem não é difícil e o autor Fernando Morais foi a fundo em pesquisas para dar uma boa base ao que esta escrito. O biografado é Chatô, mas sua vida está intrínseca a politica e economia nacional, dessa forma, Fernando Morais, com sua pesquisa, consegue trazer e contar fatos históricos inserindo o leitor no contexto da vida do jornalista. É imprescindível a leitura, principalmente para quem deseja ir para esse ramo midiático e ter uma ideia de como fazer jornalismo e principalmente de como NÃO fazer jornalismo.

O livro foi adaptado para o cinema (com produção e encrencas jurídicas que se arrastaram durante anos), resta esperar pra ver o que o "prodigioso" cinema nacional foi capaz de fazer com este livro e biografado fantásticos!

Até logo,
Pedro Silva

14

{Top 5+1} - Livros que serão adaptados e que talvez você desconheça

Olá, leitores.

O título da postagem de hoje é bem auto explicativo. Resolvi listar cinco livros que chegarão às telonas nos próximos meses e que talvez você não conheça, tentarei fugir ao máximo daqueles mais populares e que todos estão falando no momento para fazer jus a postagem diferentona.



1. O BGA - O Bom Gigante Amigo


Filme baseado na obra homônoma de Roald Dahl, um dos maiores nome da literatura infantil.  Já o livro foi publicado aqui pela Editora 34, confira a sinopse do livro para ter uma ideia melhor do que se trata:


Sofia era uma menina órfã que vivia em um orfanato. Uma noite, em plena Hora das Bruxas, ela é raptada por um gigante orelhudo que a descobriu espiando pela janela. Mas Sofia logo descobriu que ela não precisava ter medo daquele gigante, que era amigável e tinha como função soprar sonhos nas janelas das crianças.
Ao lado dele, ela bola um plano para acabar com os gigantes maus, que adoram devorar "serumanos". Um plano que envolve pesadelos terríveis e a rainha da Inglaterra.







O filme tem direção de Steven Spilberg e data de lançamento no país para 15 de setembro de 2016. Assista ao trailer:



2. Pastoral Americana


Pastoral Americana foi o livro que deu ao Phlip Roth, um dos grandes autores do século XX, o Prêmio Pulitzer de Ficção 1998. No Brasil o livro, assim como a obra do autor, é publicada pela editora Companhia das Letras.

O filme começou a ser rodado em setembro do último ano sob direção e também atuação de Ewan McGregor e ainda sem data de lançamento.


No estilo impetuoso e desbocado de Philip Roth, Pastoral americana narra os esforços de Seymour Levov para manter de pé um paraíso feito de enganos. Filho de imigrantes judeus que deram duro para subir na vida, Seymour tenta em vão comunicar um legado moral à terceira geração da família Levov. Esmagado entre duas épocas que não se entendem e desejam destruir-se mutuamente, Seymour se apega até o fim a crenças que se mostram cada vez mais irreais. A força de sua obstinação em defesa de uma causa perdida lhe confere um caráter ao mesmo tempo de heroísmo e desatino.

Para contar a história, Philip Roth ressuscita seu famoso alter ego, o romancista Nathan Zuckerman, herói e narrador dos romances Casei com um comunista e A marca humana. Na voz de Zuckerman, Seymour Levov assume a dimensão patética de um Adão obediente que um dia, sem entender por que, se vê expulso do paraíso.



3. A Luz Entre Oceanos 



A adaptação do romance de sucesso da australiana M. L. Stedman, começou a ser filmado no final de setembro na Nova Zelândia com direção de Derek Cianfrance. O filme tem estreia mundial marcada para 2 de setembro de 2016. Se você ficou interessado, livro foi publicado pela Editora Rocco em meados de 2013.


Romance de estreia da australiana M. L. Stedman, A luz entre oceanos alcançou as principais listas dos mais vendidos do mundo, incluindo o cobiçado ranking do The New York Times, onde permaneceu por mais de quatro meses. Escrito por uma advogada que aborda os limites da ética e os dilemas morais sob diferentes pontos de vista, o romance conta a história de Tom Sherbourne, faroleiro de uma ilha isolada na costa oeste da Austrália, e sua mulher, Isabel. Impedidos de ter filhos, a vida do casal sofre uma reviravolta quando um barco à deriva aporta na ilha. Publicado em 25 países, A luz entre oceanos é um livro emocionante sobre perdas trágicas e escolhas difíceis, sobre a maternidade e os limites do amor.




4. Os Filhos da Noite


Baseado na obra de Dennis Lehane, o filme tem previsão de lançamento para meados de 2017, sem data exata ainda e tem como diretor Ben Affleck. Confira a sinopse do livro publicado pela Companhia das Letras:


A Lei Seca fez brotar do chão uma vasta rede de destilarias subterrâneas, bares clandestinos, gângsteres e policiais corruptos. Há muito que Joe Coughlin, o filho mais novo de um proeminente capitão da polícia de Boston, deu as costas à sua criação rígida e severa. Dos pequenos delitos cometidos na infância, Joe agora desfruta com gosto de uma carreira no crime construída a soldo de um dos mais temidos mafiosos da cidade. 
A vida nas sombras, porém, costuma cobrar seu preço. Numa época em que homens impiedosos, munidos de dinheiro, bebida ilegal e armas, disputam pelo controle da cidade, não se pode confiar em ninguém - nem em família, amigos ou amores. Para além do dinheiro e do poder, e até das ameaças de prisão, um destino parece inevitável a homens como Joe: a morte prematura. Mas até que esse dia chegue, ele e os amigos parecem decididos a levar a vida até suas últimas consequências.
A jornada de Joe pelos escalões do crime organizado o levará de Boston e de seus bares tomados pelo jazz ao bairro latino de Tampa, e até às ruas efervescentes de Cuba. Os filhos da noite é um épico à maneira de Scarface e Os bons companheiros, repleto de traficantes, femmes fatales, amigos leais e inimigos implacáveis, todos lutando pela sobrevivência e por seu quinhão do sonho americano. Combinando uma história de amor e uma saga de vingança, Lehane traz à vida uma época em que o pecado era motivo de celebração e o vício era uma virtude nacional.

5 (+1). Um Holograma Para o Rei & O Círculo


Dave Eggers está com tudo. Terá não apenas um, mas dois livros adaptados. O primeiro deles é Um Holograma Para O Rei, filme que estreia em 2016 nos EUA.


Em uma próspera cidade da Arábia Saudita, longe da complicada realidade da recessão que assola os Estados Unidos, um empresário em apuros financeiros realiza uma última e desesperada tentativa de evitar a falência completa, pagar a caríssima faculdadeda filha e, talvez, fazer algo de bom e surpreendente com sua vida.

Em Um holograma para o rei, Dave Eggers nos conduz por uma viagem pelo outro lado do mundo e pela comovente e por vezes cômica jornada de um homem para manter a família unida e a vida nos eixos diante da crise que devasta todos como uma tempestade. Nesse deserto insólito, ele irá se deparar com uma estranha e fascinante galeria de personagens, gente vinda do mundo inteiro para cumprir todo tipo de ambição, como se convergissem para lá os pontos de uma realidade que parece se esfacelar. É nesse espelho quebrado de nacionalidades e aspirações que o protagonista tentará juntar os cacos de sua própria vida e recriar sua existência.
Não por acaso a prestigiosa crítica Michiko Kakutani chamou o romance de “A morte de um caixeiro-viajante globalizado”: a ideia de um povo construindo a imagem de um país, central ao grande romance americano, é invertida aqui pela noção de que este país está agora sendo reconstruído de fora. O protagonista que busca um contrato no deserto saudita para vencer os chineses é um símbolo poderoso dessa mudança, e ninguém mais hábil do que Eggers, um dos grandes prosadores contem-porâneos, para esmiuçar literariamente as ondas de choque que vêm transformando o mundo num ritmo tão vertiginoso.
Num romance carregado de tensão, Eggers realiza uma poderosa elegia aos tempos modernos, uma história não apenas sobre tempos atuais, mas um retrato tocante e sensível de como chegamos até aqui.
E o segundo livro se chama O Círculo, com data de lançamento programada ainda para este ano. O enredo foi classificado como distopia com uma critica as influencias do mundo digital em nossas vidas; exposição, história e democracia são alguns dos temas abordados. Um dos grandes destaques para essa adaptação será da atriz Emma Watson no papel da protagonista principal.  Assim como Um Holograma Para O Rei, O Círculo também foi publicado pela Companhia das Letras.


Encenado num futuro próximo indefinido, o engenhoso romance de Dave Eggers conta a história de Mae Holland, uma jovem profissional contratada para trabalhar na empresa de internet mais poderosa do mundo: O Círculo. Sediada num campus idílico na Califórnia, a companhia incorporou todas as empresas de tecnologia que conhecemos, conectando e-mail, mídias sociais, operações bancárias e sistemas de compras de cada usuário em um sistema operacional universal, que cria uma identidade on-line única em por consequência, uma nova era de civilidade e transparência.

Mae mal pode acreditar na sorte de fazer parte de um lugar assim. A modernidade do Círculo aparece tanto na sua arquitetura quanto nos escritórios aprazíveis e convidativos. Os entusiasmados membros da empresa convivem no campus também nas horas vagas, seja em festas e shows que duram a noite toda ou em campeonatos esportivos e brunches glamorosos. A vida fora do trabalho, porém, vai ficando cada vez mais esquecida, à medida que o papel de Mae no Círculo torna-se mais e mais importante.
O que começa como a trajetória entusiasmada da ambição e do idealismo de uma mulher logo se transforma em uma eletrizante trama de suspense que leva questões fundamentais sobre memória, história, privacidade, democracia e os limites do conhecimento humano.

O ano de 2016 estará repleto de novos filmes com roteiros baseados em livro e se fosse para listar todos iria ficar um post enorme, por isso tive que me limitar a esse número, mas se tem algum filme que queira falar,mencione aqui nos comentários para eu ficar sabendo. Ah, e não se esqueça de comentar, qual estás mais ansioso(a) para assistir?

Att,
Pedro Silva




16

{Lançamentos} - Mês de Fevereiro

Olá, gente, tudo bem?

O mês de fevereiro está recheado de novidades no mercado editorial e com ótimos títulos, confira alguns dos lançamentos das nossas editoras parceiras:


Editora Intrínseca





Grupo Editorial Record



A Definição da Arte, de Umberto Eco;

Galera Record




Grupo Autêntica


A vingança de Herobrine Jim Anotsu;
Silenciadas, de Kristina Ohlsson


Conta aí, quais os que vocês estão mais curiosos para adquirir?


Até logo,
Pedro Silva.


10

{PROMOÇÃO}: Aniversário do blog Passeando Com Os Livros



"No dia 28 de Fevereiro o Passeando com os livros completa um aninho, o primeiro de muitos. Foi um ano bem corrido, mas fico contente de ter chegado até aqui, e de ter leitores que me acompanham sempre. Pensando em presentear vocês, o blog se uniu a outros blogs amigos para um super sorteio. Espero que gostem." 


Regras:

  • Início da promoção: 07/02/106 - Término: 10/03/2016.
  • Para participar, preencha as regras obrigatórias do formulário rafflecopter. As outras entradas são opcionais mas quanto mais você preencher, mais chances de ganhar!
  • É necessário ter endereço de entrega no Brasil.
  • Perfis fakes ou criados apenas para promoções não serão aceitos.
  • Cada blog é responsável por um prêmio e estes serão enviados em até 45 dias.
  • Não nos responsabilizamos por problemas de atraso após o envio, extravio dos correios, avarias no transporte via correio e endereço informado errado pelo sorteado para entrega do livro.
  • Entraremos em contato por e-mail e o sorteado tem 48 horas para respondê-lo. 

14

Resenha #141: O Amor nos Tempos do Cólera - Gabriel García Márquez


Título: O Amor nos Tempos do Cólera
Autor: Gabriel García Márquez
Editora: Record
Gênero: Romance colombiano
Ano da edição: 2010
Ano de publicação: 1985
Páginas: 432
Tradutor: Antonio Callado
ISBN: 9788501028723
Adicione:

Avaliação:





RESENHA


Florentino Ariza era ainda garoto quando se apaixonou pela jovem Fermina Daza, com a qual passou a se corresponder por lindas cartas intimistas e de amor. Foram alguns anos de trocas de cartas escondidas, até que Lorenzo Daza, o pai da moça, descobrisse o segredo e consequentemente reprovando a união de ambos por considerar Florentino um pretendente nada ideal para a filha, que ele tanto batalhou para criar e arranjar um casamento digno de realeza, dessa forma, decide levar a filha embora da cidade com o intuito de curá-la desse amor. Florentino então monta uma grande equipe com seus colegas de trabalho, telegrafistas de outras regiões para não perder o contato com Fermina... no entanto, mesmo com essa comunicação, quando ela volta, por algum motivo, eles acabam se afastando e a amada casa-se com um doutor de renome que de tanto insistir conseguiu persuadi-la e levá-la ao altar.

Florentino, sentindo ainda todo o amor por ela, mas sem poder fazer nada, toma a decisão de seguir sua vida, sem se deixar entristecer pelo ocorrido, pelo contrario, sua vida se torna libertina, mas sem tirar os pés do chão e sem esquecer do seu verdadeiro amor: Fermina Daza.
"Florentino Ariza não deixara de pensar nela um único instante desde que Fermina Daza o rechaçou sem apelação depois de uns amores longos e contrariados, e haviam transcorrido a partir de então cinquenta e um anos, nove meses e quatro dias"
É impressionante como Gabriel García Márquez consegue escrever com uma prosa divinamente prazerosa e poética de forma a conduzir o leitor sem a necessidade de criar capítulos. Ele pega uma brecha e nos conduz a outros personagens sem que haja uma quebra na narrativa, sendo assim, o livro exige certa atenção para que não haja uma confusão e troca de informações, o que não quer dizer que o livro seja tão difícil assim de entender.


As personagens criadas aqui são sutilmente construídas. Elas tem suas primeiras aparições e descrições, fazem seus papeis, nos cativam e tudo mais, entrementes, o que mais chama atenção é que todas elas recebem uma conclusão. O autor, mesmo que não seja no momento final, descreve quem é, a que veio e para onde vai, dando vida à elas dessa forma. Mas não se engane, pois até os objetos e os animais recebem o mesmo tratamento, como uma carta, ou uma fotografia ou o papagaio que teve um papel fundamental para Florentino, embora este último não fosse tão próximo do animal.

Este é um livro sobre o tempo e como ele nos afeta. Um livro que nos mostra e nos questiona a respeito do que estamos fazendo com o pouco de tempo que possuímos, nos revelando que apesar da idade avançada, não tempos prazo para realizar o que sonhamos. É um relato que tem um certo ar de solidão e que se mescla em certos pontos com o cômico, mas que em nenhum momento foge do real.

Real também são os fatos narrados aqui, pois boa parte deles são baseados em vivencias dos pais do GABO, tornando a história mais singela e especial. Além disso ainda podemos ter o contato com o que tornou conhecido o García Márquez: seu realismo fantástico. Em certos momentos personagens tomam perfume, ou comem rosas para sentir o cheiro da amada enquanto em outros bonecas crescem no colo de suas donas e assim por diante sem deixar transparecer ser algo de outro mundo.

Recomendo fortemente essa obra magnifica para todos os leitores, e mesmo que não faça o seu estilo, creio que Gabriel García Márquez merece o seu esforço ao sair de sua zona de conforto.

Até logo,
Pedro Silva!