Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
1

Resenha #130: Anjo Mau - Milton Tiutiunic


Lido em: Outubro de 2015
Título: Anjo Mau
Autor: Milton Tiutiunic
Editora: Schoba
Gênero: Ficção
Ano: 2015
Páginas: 127

Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação: 
   





Resenha:

Antes de qualquer coisa, gostaria primeiramente de exaltar o quão maravilhosa está a edição física deste livro, publicado pela Editora Schoba. Sim, eu já sabia que a Schoba se preocupava também com a estética, não apenas com o conteúdo, mas fique fascinado com o grau de perfeccionismo deste livro.

Possuindo folhas amareladas e inícios de capítulo com uma bela asa no topo direita da folha, nos deparamos inicialmente com o prólogo da obra. Nele, o autor introduz um personagem sem nome e que conversa conosco, de forma franca e delicada, acerca de temas chaves no enredo. Ainda nele, nos conta uma fábula sobre um garoto que tinha medo da vida. Segundo o autor, "ele era pequeno e tinha medo de engatinhar, mas acabou engatinhando; tinha medo de andar, mas acabou andando; tinha medo de errar, e acabou errando; tinha medo de amar, e acabou amando. [...] Enfim, tinha medo". Não vou contar o final desta fábula, mas digo que, de uma forma ou de outra, ela será capaz de mudar seu pensamento sobre quem você é e sobre como enxerga os outros. Um leve e singelo tapa em nossa cara, leitores.


Dando continuidade, o primeiro capítulo nos apresenta a criação. Sim, a obra aborda temas religiosos. Milton Tiutiunic narra os primeiros momentos do Éden, introduz os puros Asmir e Osnir (Adão e Eva), e fala sobre como se deu o pecado original, explicitando as cenas que levaram até a separação de Criador e Criação. Nos fala também acerca do ciúme que Satanás possuía da obra de Deus, nos mostrando passagens de como o maligno corrompeu os mais puros seres da face da Terra, e sobre como o mesmo foi expulso do céu e virou o "Anjo Mau".

Satanás acaba se tornando, até certo ponto, o personagem principal no enredo. Viajamos entre vários séculos 'assistindo' a batalha celestial aparentemente sem fim travada entre o bem e o mau. Deus tenta mostrar à Satanás que sua Criação é naturalmente boa; enquanto isso, Satanás tenta mostrar à Deus que sua obra é completamente corruptível.

Um vídeo publicado por De Cara Nas Letras (@decaranasletras) em

Começa então a saga do Anjo Mau para procurar seres que possuem mentes brilhantes e que têm potencial para causar o caos na Terra. Entre eles, está Hitler. Manipulando-o, Satanás consegue fazer com que ele ascenda ao poder máximo da Alemanhã e convoque a guerra, causando a morte de milhares de pessoas. A história, neste ponto, se torna um tanto quanto confusa, mas ao mesmo tempo cheia de pontos que se ligam, deixando o enrendo, de forma geral, completo. 

A sinopse nos faz acreditar que a trama será focada total e exclusivamente em Hitler e na Segunda Guerra Mundial. Entretanto, percebemos durante a leitura que não. Para ser mais específico, pouco se aborda sobre isto. Grande parte da obra trata sobre a disputa eterna entre Deus e Satanás e sobre como podemos escolher de que lado estaremos. 

Não posso deixar de dizer que esperava algo completamente diferente, mas garanto que me surpreendi positivamente com tudo aquilo que li. Com capítulos curtos e intercalando ficção e realidade, Tiutiunic nos mostra que bem e mau são coisas subjetivas, que podem estar encrustadas nos mais simples atos do nosso dia a dia. Que cabe a nós decidir qual dos lados ganhará a batalha.

Até logo,
Sérgio H.


Um comentário:

  1. Gente! Adorei esse pequeno vídeo!!! Parabéns pela resenha e pela criatividade!
    Abraços!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!