Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
3

Resenha #11: Vaclav & Lena - Haley Tanner

Lido em: Abril de 2014
Título Original: Vaclav & Lena
Título (BR): Vaclav & Lena
Autor: Haley Tanner
Tradutor: Maria Luiza
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-8057-205-6
Gênero: Ficção Inglesa/Romance
Ano: 2012
Páginas: 272

Avaliação: ✫✫✫✫✫


Sinopse: Vaclav e Lena parecem destinados um ao outro. Eles se encontram pela primeira vez aos 6 anos, numa aula de inglês para imigrantes em Brighton Beach, no Brooklyn. Vaclav é precoce e falante. Lena, com dificuldade no idioma, refugia-se na segurança de sua adoração por ele. Ele imagina a história dos dois se desenrolando como em um conto de fadas. No entanto, uma das muitas verdades a serem descobertas nessa extraordinária obra de estreia de Haley Tanner é que "felizes para sempre" nunca é um desfecho garantido. Um dia, Lena não vai à escola. Desaparece da vida de Vaclav e da família dele como num cruel truque de mágica. Durante os sete anos seguintes, Vaclav deseja boa-noite a Lena todos os dias, perguntando-se se ela faz o mesmo onde quer que esteja. No dia do aniversário de 17 anos de Lena, ele finalmente descobre o que aconteceu. Haley Tanner tem a originalidade e a verve de uma contadora de histórias nata, e também a ousadia de imaginar um mundo em que o amor pode superar as circunstâncias mais difíceis. Em Vaclav & Lena, a autora dá vida a dois inesquecíveis jovens protagonistas que evocam a alegria, a perplexidade e a paixão de se ter uma profunda e duradoura ligação com outra pessoa.



Resenha:



Vaclav é um garoto de 10 anos que sempre sonhou em ser mágico. Com a ajuda de seu O Almanaque do Magico e junto com sua única amiga e assistente Lena, eles passam suas tardes pós aula treinando vários truques mirabolantes  para apresentarem um grande número no Coney Island.

Os dois são naturais da Russia, e por isso estão na turma do ISL (o programa de Inglês como Segunda Língua) para poder aprimorar o inglês. Lena está a bem mais tempo nos EUA, porém, os familiares com quem ela conviveu sempre falavam em Russo, ao contrário da Rasia, mãe de Vaclav, que optou por usar o inglês até dentro de casa para todos se habituarem.


Lena é uma garota acanha e muito fechada, apesar de ser inteligente, o fator que a impede de mostrar isso é apenas o seu pouco domínio na língua inglesa, pois ela teme falar alguma frase em um contexto errado e ser motivo de chacota. Ela mora com sua tia, Ekaterina, uma mulher que vive ocupada e que não oferecem nenhum conforto para a pobre garota, seja ele carinho familiar ou até mesmo um lar decente, por isso a garota passa a maior parte do seu tempo com seu único amigo, Vaclav.

Certo dia, Vaclav vai a escola e fica todo preocupado porque não ver a presença de sua amiga em sala de aula. À noite quando Rasia chega em casa estranha o fato de Lena não está por lá, e para certificar que está tudo bem, ou não, Rasia vai até a casa de Ekateria e ver algo que muda a amizade de Vaclav & Lena por um período de 7 anos, até que os dois se reencontram e Vaclav procura saber o que aconteceu com a garota.




Haley Tanner fez um livro surpreendente que mistura vários gêneros me deixando sem saber qual de fato é. Ao iniciar a leitura, o livro estava muito prazeroso e divertido. Sim, divertido por conta da forma como a autora escreve e descreve os personagens, principalmente com a Lena e Rasa (mãe de Vaclav) que não têm o inglês aperfeiçoado, então, em alguns momentos, há frases e pensamentos que são confusos, pois elas não sabem quais palavras encaixarem nas frases.

A amizade dos personagens principais é algo muito especial, pois já vemos que naquele momento, apesar da pouca idade, o sentimento deles é bem forte e verdadeiro um com o outro. Até mesmo estando afastados, eles não esquecem da existência do outro.
Lena, em certo momento do livro, me pareceu muito egoísta quando trocou Vaclav por duas "amigas populares", mas isso foi compreensível, pois Lena naquele momento estava sendo a garota reclusa que quer ganhar a confiança de outros colegas e espaço naquele ambiente, e futuramente entendemos sua inocência ao não querer "brigar" com nenhum deles.

A narrativa da autora é super fácil de compreender, sendo o livro narrado em 3° pessoa em capítulos curtinhos que ficam alternando os fatos, hora mostra o passado de Vaclav ou/e de Lena, e hora mostra o atual momento, por isso temos que ler de inicio ao fim para encaixar todas as partes dessa da estória.



A principio, essa capa me pareceu muito chamativa e bonita, além de ter uma textura diferente no papel utilizado para a capa. As cores escolhidas juntas formam uma bela imagem aos olhos. Eu comecei a ler pensando que esse seria mais um YA com um casal bobo e seus conflitos por coisas supérfluas, mas engana-se quem pensa como eu pensei. A autora me surpreendeu, o livro é denso em seu conteúdo, a cada capitulo a trama vai ficando mais intensa e complicada. Foram vários os momentos em que me vi triste com os fatos que ocorreram no desenrolar, e ainda mais chocado com coisas que eu não esperava que a autora colocasse no enredo, me deixando revoltado e com vontade de jogá-lo na parede, o que não é nada negativo.

O final foi uma coisa linda e mais emocionante, uma verdade que todos os seres humanos deveriam fazer, ao invés de mostrarem o lado ruim das coisas. Às vezes, uma mentira bem intencionada, cai melhor do que uma verdade.

Enfim, eu amei esse livro, amei por ele mostrar que o amor é capaz de superar barreiras, distância e tempo (por mais longo que seja) e feridas que o tempo é incapaz de sarar e acima de tudo isso: ser inocente.
Posso me certificar em dizer que Vaclav e Lena conseguiu entrar para ranking de melhores leituras, não só do ano, mas sim, de minha vida.






Autora: HALEY TANNER 

Haley Tanner nasceu em 1982, em Nova York e cresceu em uma casa adorável, construída por seu pai. Por todo amor, apoio e compreensão recebidos durante os anos em que Haley exercia uma série de profissões diferentes - de despachante na polícia a assistente parlamentar, de garçonete a caixa de banco - enquanto escrevia seu primeiro romance, sua mãe deveria estar na lista das melhores mães do mundo. Em seu tempo livre, Haley gosta de ser péssima em ioga, correr devagar e fazer festa em qualquer cachorro que encontre. Ela atualmente vive no Brooklyn com dois cachorros adotados.




Até mais ver.
Pedro S.




3 comentários:

  1. Oi Pedro, Amei a Resenha ^^
    Sabe meu aniversario é daqui 17 dias, se você quiser me dar esse livro de presente eu não iria rejeitar kkk. A historia parece ser perfeita depois da sua resenha eu quero mais, principalmente você citando que ele entrou pro ranking de melhores leituras da sua vida haha.

    Abraços, Lê.

    O Báu dos Melhores

    ResponderExcluir
  2. Oi Zé ♥
    Esse livro parece ser muito boom!
    Livros da Intrínseca sempre tem capas lindas, eu me apaixono por todos.
    Amo livros narrados em terceira pessoa. É como se eu pudesse entender um pouco mais a história de cada personagem, e não ficar focado apenas no principal.
    Melhores leituras da vida? Eu realmente preciso desse livro.

    Amei sua resenha!

    Beijos
    Bárbara
    Toca dos Livros
    http://btocadoslivrom.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu quero! Eu quero! haha

    Me apaixonei só pela resenha e pela capa que é linda e simples ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!