Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Prêmio São Paulo de Literatura divulga finalistas

     Lançado pela primeira vez em 2008 pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paul, o Prêmio São Paulo de Literatura vem reconhecendo anualmente grandes da literatura de ficção, no gênero romance, de linguá portuguesa publicados e editados originalmente no Brasil. São três prêmios: Prêmio São Paulo de Melhor Livro do Ano, Prêmio São Paulo de Melhor Livro do Ano – Autor Estreante com mais de 40 anos e Prêmio São Paulo de Melhor Livro do Ano – Autor Estreante com até 40 anos.
     Nesta Quinta-Feira (31), o prêmio divulgou quem são os 20 escritores finalistas da  décima edição do troféu literário.

     Foram mais de Mais de 200 obras foram inscritas lidos e selecionados por um júri composto por: Adriano Schwartz, Claudia Abeling, Hélio de Seixas Guimarães, Jiro Takahashi, José Luiz Chicani Tahan, Luiz Fernando Telles, Maria da Aparecida Saldanha, Paula Valéria Andrade, Regina Pires de Brito e Vanessa Ferrari. 

     Na categoria principal estão, "O Tribunal da Quinta-Feira", de Michel Laub; "Outros Cantos", de Maria Valéria Rezende, "A vida invisível de Eurídice Gusmão", de Martha Batalha, "O amor dos homens avulsos", de Victor Heringer,  entre outros, sendo nove deles editados pela Companhia das Letra. 
     Encontramos na categoria Autor Estreante com mais de 40 anos "Arco de Virar Réu", de Antonio Castro; Céus e terra, de Franklin Carvalho (já ganhador do Prêmio Sesc de literatura). 
     Com menos de 40 anos "A instrução da noite" de Maurício de Almeida e "Do outro lado do rio", de Robson Viturino, entre outros títulos.

     Apenas quatro mulheres fazem parte da lista: Maria Valéria Rezende, a única na categoria principal; Martha Batalha que teve seu primeiro romance publicado após ser reconhecida na Feira do Livro de Frankfurt; Tina Correia com seu romance "Essa Menina" e por fim Priscila Gontijo com "Peixe Cego".

Melhor romance de 2016 
Bernardo Carvalho - Simpatia pelo demônio (Cia. das Letras) 
Flávio Izhaki - Tentativas de capturar o ar (Rocco) 
Javier Arancibia Contreras - Soy loco por ti, América (Cia. das Letras) 
José Luiz Passos - O marechal de costas (Alfaguara) 
Maria Valéria Rezende - Outros cantos (Alfaguara) 
Michel Laub - O tribunal da quinta-feira (Cia. das Letras) 
Miguel Sanches Neto - A bíblia de Che (Cia. das Letras) 
Ricardo Lísias - A vista particular (Alfaguara) 
Silviano Santiago - Machado (Cia. das Letras) 
Victor Heringer - O amor dos homens avulsos (Cia. das Letras) 

Melhor romance de autor estreante com mais de 40 anos 
Antonio Castro - Arco de Virar Réu (Tordesilhas | Alaúde) 
Franklin Carvalho - Céus e terra (Record) 
Martha Batalha - A vida invisível de Eurídice Gusmão (Cia. das Letras) 
Priscila Gontijo - Peixe Cego (7 Letras) 
Tina Correia - Essa menina (Alfaguara) 

Melhor romance de autor estreante com menos de 40 anos 
Alexandre Marques - Entropia (Editora Record) 
André Timm - Modos Inacabados de morrer (Editora Oito e Meio) 
Maurício de Almeida - A instrução da noite (Editora Rocco) 
Raul Ruas - Em torno dos 26 anos: Quando predominam tons tristes, vaidosos e politicamente incorretos (Editora 7 Letras) 
Robson Viturino - Do outro lado do rio (Editora Nós) 


    Lembrando que o valor pago anualmente é o mais alto do Brasil: R$ 400 mil. O vencedor de melhor romance ganha R$ 200 mil como prêmio, enquanto os das demais categorias levam R$ 100 mil cada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!