Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #321: Ninguém Nasce Herói - Eric Novello

Título: Ninguém Nasce Herói
Autor: Eric Novello
Editora: Seguinte
Edição: Prova antecipada para divulgação
ISBN: 9788555340420
Gênero: Romance juvenil brasileiro / Distopia
Ano: 2017
Páginas: 378

Adquira seu exemplar aqui!

Avaliação: 




RESENHA



Em Ninguém Nasce Herói, vamos conhecer um grupo de amigos e dentro dele o Chuvisco, um jovem que faz alguns trabalhos como tradutor e vive num Brasil fundamentalista governado por um autoritário chamado de O Escolhido. Distribuir livros em ambientes publico, considerado um ato de bondade, é tido como crime e também uma forma de protesto que o rapaz e seus amigos encontraram para manifestar de alguma forma suas indignações em relação ao governo. 

Como se não bastasse o autoritarismo, há as milícias urbanas, como um grupo chamado guarda branca que age de má fé contra as minorias motivados justamente pelo governo. Após defender um amigo que estava sendo espancado na Rua Augusta por esse grupo, Chuvisco passa a se questionar sobre o futuro do país e o que terá de fazer para salvá-lo, nem que tenha que se transformar em super herói.
A verdade é que ninguém nasce herói. Mas isso não nos impede de salvar o mundo de vez em quando.
Para quem gosta de livros de leitura fluida, Eric Novello tem a escrita certa para lhe agradar. A narrativa em primeira pessoa sob o ponto de vista do Chuvisco é rápida e dinâmica, às vezes há a inserção de roteiros dos vídeos que o jovem faz para o Youtube e e-mails enviados ao seu psiquiatra Dr. Charles, responsável por recomendar que ele fizesse vídeos para controlar suas cartazes criativas, já que a realidade para Chuvisco às vezes se confunde com a imaginação e isso pode às vezes lhe coloca em situações de risco.

A diversidade e representatividade dos personagens criados pelo autor é diversa, cada qual com suas idiossincrasias, os tornando realistas, desde os amigos Chuvisco, Amanda, Cael, Gabi e Pedro, até mesmo os vilões que aparecem ao longo da trama.
A obra vem num momento bem oportuno para a realidade brasileira, principalmente pelos problemas que estamos enfrentando (politica, economia, discriminação, preconceitos e etc...) e as que estão surgindo a cada dia (e que nos forçam a usar cartases criativas para fugirmos do real). A todo momento conseguimos fazer ligações com que vem acontecendo no país. O autor conseguiu transpor bem isso em sua obra e nos deixa questionando sobre o nosso papel enquanto cidadão e o que podemos fazer pela busca ao direito de liberdade, e ir e vir sendo quem somos. E não é preciso viver em uma ditadura para realizar uma boa ação. Cada um pode ser herói nos pequenos gestos, nem que sejam ações simples.

Ninguém Nasce Herói é um livro jovem e sobre jovens tentando entender o seu lugar num Brasil ditatorial, onde a liberdade de expressão foi retirada, mas também uma história sobre o poder da amizade no combate as injustiças da vida e principalmente sobre intolerância.

Até logo,
Pedro Silva


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!