Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #236: Suzy e as Águas-Vivas - Ali Benjamin

Título: Suzy e as Águas-Vivas
Autor: Ali Benjamin
Editora: Verus
Tradução: Cecília Camargo Bartalotti
Edição: 1
ISBN: 9788576865377
Gênero: Romance Estrangeiro
Ano: 2016
Páginas: 224
Adquira seu exemplar Aqui!
Adicione esse livro ao Skoob.

Avaliação: 



RESENHA

Aqui estou eu novamente para falar com vocês sobre um livro maravilhoso, que nos foi cedido pela nossa editora parceira Verus, e que foi uma das minhas leituras mais recentes. 
Em Suzy e as Águas Vivas somos apresentados a Suzanne, Suzy, Zu ou, simplesmente, Sininho, uma menina que tem quase 13 anos quando descobre que sua melhor amiga morreu afogada. Cheia de dúvidas e mágoas, devido ao fato de que ambas estavam brigadas quando o acidente aconteceu, Suzy entra em um luto profundo, deixando, inclusive, de se comunicar com as outras pessoas. 

O grande dilema é que Suzy sabia que sua amiga era uma ótima nadadora e não fazia sentido que ela tivesse se afogado no mar, já que ela nadava divinamente, é quando, durante uma visita da escola a um aquário, ela percebe que talvez a culpada pela morte de sua amiga foram as águas vivas e é a partir disso que ela decide lutar com toda sua força para tentar descobrir o que realmente aconteceu. 

O livro trás um tema até um pouco batido, morte de uma amiga, mas de uma forma completamente inusitada. A morte acidental da amiga de Suzy gera questionamentos muito interessante, inclusive se analisarmos o fato através dos olhos de uma criança de 13 anos. Diferente de todas as outras meninas de sua sala, Suzy ainda é uma criança, ela não consegue entender o por quê de as outras meninas preferirem falar sobre maquiagem do que sobre ciências, ela ainda não entende o por quê das suas colegas estarem mudando e é justamente essa inocência da personagem que deixa o livro ainda mais encantador. 

Suzy é uma personagem peculiar e muito bem construída,  é quase impossível não se deixar cativar pela sua beleza e pelo seu jeito doce. 

A Editora Verus trabalhou muito bem na edição, não vi nenhum erro de digitação ou algo do tipo, a tradução é excelente e a capa ficou maravilhosa. 
Um livro fofo, inteligente, muito bem escrito, capaz de te fazer refletir sobre vários aspectos da vida, que te faz querer entrar na história só pra dar um abraço na personagem principal e não permitir que nada mais deixe ela sofrer, foi assim que conheci e me apaixonei por essa fofura.

Resenhado por:
Maria Clara Donato


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!