Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #228: Nimona - Noelle Stevenson

Título: Nimona
Autora: Noelle Stevenson
Tradução: Flora Pinheiro
Editora: Intrínseca
Edição: 1
ISBN: 9788580579024
Gênero: Histórias em Quadrinhos
Ano: 2016
Páginas: 272
Compare e adquira seu exemplar Aqui
Adicione esse livro ao Skoob.


Avaliação: 




Resenha


Publicado recentemente pela Editora Íntrinseca, Nimona é uma Grafic Novel criada por Noelle Stevenson, responsável por algumas colaborações na Marvel, DC e Disney. A obra que fez um grande alarde quando lançado tem seus motivos para ganhar avaliações positivas, a começar por se tratar de uma HQ que quebra padrões e muda a forma de pensar do leitor.
Nimona é o nome da personagem central da obra. Ela, aos olhos do vilão Lorde Ballister Coração Negro, ainda é uma criança, mas quer fazer parte do time desse vilão com sede de vingança. Mas Coração Negro não quer uma criança em seu time e também porque ele trabalha sozinho. No entanto, a pequena Nimona tem um poder especial, ela é uma metamorfa, ou seja, pode se transformar em qualquer coisa quando bem entender e ao saber disso, Ballister enxergar nela a oportunidade de se vingar do seu arqui-inimigo Sir Ouropelvis. 

A partir de então, ambos começam uma batalha contra a Instituição de Heroísmo & Manutenção da Ordem e passam a descobrir que nem sempre o lado bom é o lado dos mocinhos. 

"Nimona" veio para quebrar padrões. Nimona é uma personagem sedenta e determinada em sua busca pela maldade, assim como Ballister, porém, ambos carregam em si a doçura do mundo e apesar dos corações amargos por desavenças do passado, eles ainda assim conseguem ter bondade no coração. Ela é uma jovem que representa a classe de mulheres que lutam por destaque e que realmente são capazes de mostrar força e agilidade nas atividades que se propõem a fazer sem se deixar menosprezar por opiniões de outros.
A obra é quase um conto de fadas modernos, sem contar com as partes das princesas indefesas e amores para além do infinito. Apesar de toda a sua carga fantástica, é possível trazermos as mensagens por trás do livro para nossa realidade, como a forma que somos controlados pelo sistema que cada vez mais nos introduzem uma mensagem da qual não se conduz com a verdadeira, e claro, aquele velho ditado de que nem sempre o que aparenta beleza está puro por dentro e nem sempre o inimigo é aquele que julgamos ser.

"Nimona" veio para ser uma diversão com consciência e tem tudo para agradar o publico em geral, e principalmente as meninas (as quais a autora dedicou a obra). Se você gosta de uma HQ leve, cheia de tiradas sarcásticas, com deboche e ironia, essa está mais do que recomendada. Mas se você gosta de histórias de perdão, de mudança e aceitação, "Nimona" também irá lhe agradar, afinal, ela foi feita para agradar a todos, sem distinções.
Sobre a edição brasileira, a Intrínseca caprichou. As folhas são em papel couche fosco 115g, que é ótimo para impressão das ilustrações dos quadrinhos, com cores mais fortes e vivas em brochura com detalhes em verniz na capa. Já traço da Noelle é simples, porém, cheio de cores.

Até logo,
Pedro Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!