Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #225: Liturgia do Fim - Marilia Arnaud

Título: Liturgia do Fim
Autor: Marilia Arnaud
Editora: Tordesilhas
Edição: 1
ISBN: 9788584190430
Gênero: Romance brasileiro
Ano: 2016
Páginas: 150
Compare e adquira seu exemplar aqui!
Adicione esse livro ao Skoob.

Avaliação:  




RESENHA

A história gira em torno de Inácio, um escritor e professor que larga tudo para acertar uma pendência de seu passado com a família e principalmente com o seu pai que já está em uma idade avançada. Livros, esposa, filha e tudo o que tem é deixado de lado, quando já não faz mais sentido continuar vivendo com algo interno a corroer a alma.

A família sempre viveu arraigada em um modelo familiar regido pela figura forte e patriarcal em uma região chamada Perdição. O ponto que queremos descobrir só vai sendo desvendados ao longo do romance, com pequenos detalhes compondo os martírios que acompanhou a vida de Inácio quando ele teve que deixar a família e construir um novo futuro na cidade.

Inácio, o narrador-personagem, ao voltar para Perdição, sente as feridas do passado que vão ter os cascões revirados. Haverá perdão que trará de volta algo que nunca existiu dentro de uma família?

Ele é um personagem que apesar de ter se dado bem na vida, alcançado uma formação e profissão, além de ter constituído família, nunca conseguiu esquecer o que aconteceu em seu passado. De certa forma ele é vítima e ao mesmo tempo carrasco de si próprio, martelando na mesma tecla e se ardendo por não ter feito mais do que podia.

De um lado temos a mãe de Inácio, figura submissa ao marido e em contra partida com posição oposta temos Ifigênia, a filha que não se deixa colocar cabresto pelo pai.
Marília Arnaud com Liturgia do Fim eleva a literatura paraibana a outro patamar. A escrita é bem poética e os diálogos são internos ao texto de forma a se tornar, apesar da divisão em dez capítulos, um texto mais corrido, não tão simples, mas compreensível e belo sem ser forçado. 

Me surpreendi mesmo com a capacidade descritiva da autora em transportar seu leitor a um universo rico de uma fauna e flora cheia de vida e que enche os pulmões dos personagens de lembranças e momentos vividos sejam à sombra de uma árvore  ou com o sinos de uma cascavel. Remete muito ao cenário paraibano e consequentemente nordestino.
Foram dois anos até o romance ficar pronto, um trabalho cuidadoso da autora com o texto que resultou em sua qualidade ímpar. Para quem procura um leitura profunda e de escrita sublime, "Liturgia do Fim" é uma excelente recomendação.

Até logo,
Pedro Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!