Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #213: A Garota do Calendário: Março - Audrey Carlan

Título: Março
Série: A Garota do Calendário #3
Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus
Tradutora: Andréia Barboza
Edição: 1
ISBN: 9788576865186
Gênero: Romance Estrangeiro / Romance Erótico
Ano: 2016
Páginas: 144
Adquira seu exemplar Aqui
Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação: 



RESENHA


No terceiro livro da série o cliente de Mia Saunders é Anthony Fasano, um herdeiro italiano, bonito e sexy, até ai não há nada diferente de seus dois últimos clientes, mas o que Mia não sabe é que ela não vai ser apenas sua acompanhante, Tony a contrata para fingir ser sua noiva, pois ele é gay e precisa de uma noiva de mentira para esconder isso de sua família. 
Tony tem um relacionamento sério com Hector, o advogado da família Fasano, e após ver a relação dos dois Mia decide que não pode deixar as coisas como estão, e que este não vai apenas ser mais um simples trabalho. Durante o mês junto ao casal, Mia está determinada a mostrar que a felicidade deles é algo mais do que os desejos de sua mãe.
“Era tudo tão deprimente. Dois homens claramente apaixonados sentindo que não podiam ficar juntos por causa da sociedade, família, dos negócios e compromissos. Segurei a mão de Hector por baixo da mesa e apertei.”

Pensei que a autora iria manter o mesmo ritmo que os dois primeiros livros, que seria apenas a Mia conhecendo um novo cara a cada livro, transando com ele, e então indo embora, mas fiquei feliz que nesse livro ela fez diferente, pois tem o grande conflito da sexualidade de Tony, e do desafio que é contar sobre seu relacionamento sério com Hector, isso tornou a história bem mais cativante.

Hector e Tony formam aquele tipo de casal onde são diferentes, mas se completam, achei a relação deles linda e torci muito para que tudo desse certo para eles no final. Mia mostrou um outro lado dela no livro, a amiga, que quer ver a felicidade do casal e ajudar seus novos amigos, e não apenas aquela Mia que está pronta para que seus doze meses de trabalho chegue ao fim para que possa pagar sua dívida.
A narrativa do livro é bem fluida e o livro é curto então a leitura é bem fácil e rápida. 
"No fim das contas, amor era amor, e ninguém pode escolher por quem se apaixonar, nem saber quanto tempo esse sentimento vai durar."
Esse com certeza foi o livro mais divertido até o momento, e realmente me deu uma animada para continuar a ler a série, acho que de fato a Audrey ainda pode, e vai, me surpreender muito com A Garota do Calendário.

Resenhado por:
Sharon Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!