Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
2

Resenha #210: Lugar Nenhum - Neil Gaiman

Título: Lugar Nenhum
Autor: Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Tradutor: Fábio Barreto
Edição: 1
ISBN: 9788580578997
Gênero: Romance Estrangeiro / Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 336
Adquira seu exemplar Aqui
Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação: 





RESENHA


Em Lugar Nenhum, Neil Gaiman criar uma nova Londres oculta embaixo da tradicional que todos conhecemos. Seja por meio de fotos, ou através de imagens. O personagem principal, Richard Mayhew é um jovem que leva a vida cotidiana em uma grande cidade. Tem um trabalho onde seu escritório é todo enfeitado com pequenos trolls de brinquedos e uma noiva (Jessica) pela qual acha que é apaixonado. Ele é super desorganizado, seu apartamento é todo revirado com tudo fora do lugar e seu tempo pouco bem planejado. 
Antes de ir à um jantar importante com Jessica, Richard se depara com uma jovem ferida e debilitada. A noiva acha que é apenas uma mendiga qualquer, mas sensibilizado, o homem resolve ajudar Door, uma jovem que foge dos assassinos de sua família, levando-a para casa. É a partir desse ato de extrema bondade que Richard tanto perde a sua noiva (que estava preocupada com o jantar) quanto deixar de fazer parte do mundo superior. Ele vai descobrir a existência de uma nova Londres onde há uma sociedade cheia de perigos e mistérios. Como um fantasma na Londres de cima, Richard precisa encontrar um meio de voltar, enquanto Door quer saber quais segredos envolvem a morte de sua família e os comandantes desse massacre.

Em uma narrativa em terceira pessoa e uma escrita envolvente, Neil Gaiman constrói um universo tratando-o de maneira muito madura e complexa. São várias tribos que residem nesse novo mundo, cada qual realizando uma atividade complementar e que contribui para o andamento das engrenagens. Há uma espécie de mercado das pulgas, chamado Mercado Flutuante, onde as pessoas podem fazer todo o tipo de negocio. O que o torna muito perigoso e por isso nunca acontece no mesmo local. 
Os personagens centrais são maduros. As dores de Door são fortes e compreensíveis. A garota perdeu todos que amava, mas nem por isso fica chorando pelos cantos. Pelo contrário, jura encontrar quem fez isso e luta com sangue no olho para tal. Richard tem seu lado desleixado e cético que irrita um pouco no início. Mesmo presenciando os fatos, ele ainda tenta argumentar contra, mas logo isso muda e ele vai amadurecendo conforme o desenrolar da trama.

O único ponto que foi menos plausível coube aos vilões da obra. Em determinados momentos eles abriram espaços para que os mocinhos da trama fugissem da morte. Lógico que nessa luta de bem contra o mal, estamos torcendo para o bem, só que Gaiman poderia ter deixado isso um pouco mais duro. Talvez seja característica dos vilões esse lado durão e ao mesmo tempo bobões.Também o personagem Marquês de Carabás (não o de "O Gato de Botas") que é bem caricato, no entanto, lembrando o Colho Branco de Alice no País das Maravilhas, funciona bem quando consegue ser responsável com o que promete fazer (mesmo que por meios bem fora dos moldes).

Encontramos facilmente ligação com o nonsense de Alice no País das Maravilhas e com O Mágico de Oz e a vontade que os personagens tem de conseguir o que desejam (coragem, coração, ir para casa, cérebro). 

Por fim, Lugar Nenhum é uma obra rica que sabe controlar o tom certo de fantasia sem sair muito do mundo real. O leitor que se aventurar irá encontra aqui uma leitura prazerosa e divertida.
Sobre a diagramação: encontrei alguns errinhos de letras trocadas, mas nada que atrapalhe a leitura. A letra segue o padrão da Intrínseca em folhas amareladas. Já a capa recebe um acabamento fosco, muito bom e resistente por sinal. Na folha de guarda há o mapa do metrô de Londres para situar o leitor. Para não esquecer, há ainda um material extra com algumas histórias que o autor escreveu posteriormente no mesmo mundo e com alguns personagens que vale conferir.

Até logo,
Pedro Silva




2 comentários:

  1. Neil Gaiman é sensacional e tenho cada vez mais certeza disso a cada livro dele que leio. Lugar Nenhum ainda não li, mas tá na minha lista faz tempo e tenho quase certeza de que vou amar, hehe. Adoro coisas nonsense e adoro o autor, ou seja, né? E essa edição tá linda demais!

    (letitbela.com)

    ResponderExcluir
  2. Me apaixonei pelo Gaiman desde "O Oceano No Fim do Caminho"! E decide ler todos os livros dele que eu conseguir e que o meu dinheiro consiga comprar! Quero muito ler "Lugar Nenhum " , é exatamente essa questão do "fantasia no mundo real" que deixam as obras do Gaiman tão boas!! Espero ler esse livro em breve!!!! Beijos!!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!