Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
6

Resenha #178: O amor Segundo Buenos Aires - Fernando Scheller

Título: O Amor Segundo Buenos Aires
Autor: Fernando Scheller
Editora: Intrínseca
Edição: 1
ISBN: 9788580579178
Gênero: Romance brasileiro
Ano: 2016
Páginas: 288

Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação:





RESENHA


"Se você já amou demais
Brigou e perdoou
E conseguiu esquecer um grande amor
Mas ainda se lembra quando ouve aquela música
(E é uma lembrança doce)
Se de vez em quando se permite mais do que o necessário 
Se não resiste a um chocolate
(...)
Este livro é para você."

O Amor Segundo Buenos Aires é a estreia de Fernando Scheller na ficção. O autor, que também é jornalista já se aventurou na não-ficção com o livro Paquistão, Viagem à Terra dos Puros que fala sobre a cultura e o povo paquistanense.

Na nova empreitada, Fernando Scheller surpreende com a riqueza de detalhes em sua escrita e a segurança de narrar em várias vozes soando distintamente. Em cada capítulo temos um personagem sendo apresentado por outro. Ele usa poucos diálogos, mas esses são colocados de forma perfeita, ao invés de se alongar em falas desnecessárias.

Hugo, um brasileiro que deixou o país para viver em Buenos Aires com sua esposa Eleanor, vê seu casamento se definhando aos poucos. Como se não bastasse a dor de um coração partido, ele descobre que sofre de uma grave doença que pode leva-lo a morte. Mas Hugo não é de se mostrar fraco, mesmo debilitado ele quer aparentar saúde e força.

Em sua vivência em Buenos Aires, Hugo fez uma forte amizade com o arquiteto Eduardo e a comissária de bordo Carolina. O pai de Hugo, Pedro, ao saber da notícia larga tudo no Brasil e segue para a capital argentina para cuidar de seu bem mais precioso: o filho. Mas lá ele também encontra Charlotte, uma companheira despretensiosa que apenas deseja aproveitar da melhor forma possível os últimos dia de vida.
Os personagens vão sentir na pele a força de uma amizade sincera e verdadeira através das pessoas convertida em amor. Tudo isso sentindo o clima apaixonante da capital argentina: Buenos Aires e nos fazendo aproximar do ambiente acolhedor e apaixonante que ela nos propõem. No fim, quem se torna a personagem principal é a própria cidade e percebemos sua conspiração em torno das pessoas, seu cuidado e seu dedo no meio das situações para que tudo ocorra bem.

O livro não está só impecável no seu conteúdo, mas também em sua diagramação com fonte agradável e antecedendo os capítulos encontramos sempre um mapa onde se passa a narrativa a seguir. Quem conhece os livros nacionais da Editora Intrínseca deve imaginar o capricho. Entrementes, se não for o caso, O Amor Segundo Buenos Aires pode ser uma boa porta de entrada para a literatura nacional contemporânea que a editora vem publicando.

6 comentários:

  1. O livro é lindo mesmo. Nunca li nenhum livro nacional da Intrínseca, que aliás é uma das minhas editoras favoritas. Esse parece ser um ótimo livro e já está na minha lista de desejados. Obrigado pela dica!

    ResponderExcluir
  2. Oi. A Editora Intrínseca sempre encanta com suas publicações. E esse livro não poderia ser diferente. Através da sua resenha, percebe-se que essa obra tem uma linda mensagem. Com certeza uma ótima indicação. E que venham muitas outras obras da literatura Nacional, pela editora. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Não me interessei pelo enredo de O Amor Segundo Buenos Aires, apesar de parecer ser um bom romance.
    A editora realmente caprichou no livro.

    ResponderExcluir
  4. Essa resenha só aumentou o meu deserde lê-lo!! Comprei esse livro por indicação de um amigo e estou louco pra iniciar a leitura! Li meu primeiro livro nacional lançado pela Editora Intrínseca e realmente eles capricham mesmo!

    ResponderExcluir
  5. Que bacana! Não sabia que o Scheller tinha livro!
    Parece ser bem sensível, reflexivo e gostoso de ler, de conhecer Buenos Aires, que é um lugar encantador!!
    Mas não sei se eu leria, porque pelo jeito o final é triste kkk
    e não curto livros com finais triste.
    bjos
    elvisgatao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei bem interessada nessa historia, gostei muito dela ser ambientada em Buenos Aires ainda mais o livro trazendo esse clima para o leitor, gostei da historia e dos personagens e fiquei curiosa para saber o que ira acontecer !!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!