Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
11

Resenha #151: Simon Vs A Agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli

Lido em: Março de 2016
Título: Simon Vs. a Agenda Homo Sapiens
Autor: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca
Gênero: Ficção
Ano: 2015
Páginas: 272

Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação:






Resenha:

Gay. Esta é a palavra que Simon possui dificuldade em externalizar. Garoto adolescente comum de ensino médio, Simon  não se sente nada confortável com a ideia de "sair do armário": este é um drama que ele prefere deixar para depois. Em um dia como outro qualquer, vê no Tumblr uma mensagem que chama sua atenção. Trata-se de um pequeno texto publicado por Blue, um garoto misterioso que não revela sua identidade. Blue e nosso protagonista acabam se tornando "amigos virtuais", compartilhando momentos através de e-mails anônimos, não comprometendo assim suas identidades.

Tudo muda, entretanto, quando Martin, um garoto da sua escola, acaba descobrindo a troca de mensagens entre os dois garotos. Uma chantagem camuflada começa a pairar no ar e, para não ter seu segredo espalhado para todos, Simon decide ceder. Neste clima de desavenças, pressão psicológica e busca pelo amor perfeito, embarcamos nas problemáticas de uma vida adolescente.

Quando se sai do armário, não dá para voltar. É meio apavorante, não é? Sei que temos sorte de estarmos fazendo isso agora, e não vinte anos atrás, mas ainda é um ato de fé. É mais fácil do que pensei, mas, ao mesmo tempo, é bem mais difícil.


Desde que havia visto os primeiros anúncios de publicação deste livro no Brasil, através das redes sociais da Editora Intrínseca, fiquei encantado e com muita vontade de desfrutar desta leitura. Todos que me conhecem sabe o quanto amo um bom Young Adult recheado de dramas e reviravoltas, e devo salientar que este é, definitivamente, um livro assim. Becky Albertalli nos faz, em diversos momentos, refletir. A questão mais recorrente no livro, como já dito acima, é a de orientação sexual. Através do Simon, percebemos o quão desgastante pode ser para alguém ter que assumir um papel que não o convém, uma fachada bela enquanto toda a estrutura está em ruínas.

Simon não possui medo de se assumir homossexual. Na verdade, ele sabe que todos os seus amigos e familiares irão entendê-lo, aceitá-lo e amá-lo, acima de tudo. Entretanto, ele não entende o motivo de ter que se assumir, enquanto os meninos héteros não precisam fazer isto. Todos deveriam se assumir como algo, não é mesmo? 

No decorrer da narrativa, acompanhamos a amizade entre Blue e Simon crescer, as trocas de confidências, desejos e momentos no dia a dia de cada um deles. A interação, aos poucos, começa a crescer, e as conversas, bem como as necessidades, acabam mudando. Os dois meninos descobrem que estudam na mesma escola, mas não sabem quem o outro é. Simon começa então a confabular, tentando adivinhar quem seria o tão misterioso garoto. Devo admitir que também tentei adivinhar quem era, mas acabei errando! Amei a forma como a autora conseguiu camuflar os detalhes, nos apresentando um Blue que não imaginaríamos. Preconceitos, tabus e estereótipos são, um a um, quebrados no decorrer da narrativa.


- Quero segurar sua mão - digo, baixinho. 
Porque estamos em público. Porque não sei se ele saiu do armário. 
- Então segure - diz ele. 
E eu seguro.

Imaginei que o livro seria muito bom, mas me enganei: ele é excelente. Possuindo um linguajar de fácil compreensão e escrita simples, torna-se agradável "flutuar" por entre as páginas do exemplar. Literalmente, podemos ler este livro em "uma sentada". A edição da Editora Intrínseca está impecável, tanto a diagramação quanto a capa, tradução e todos os demais pontos que um livro pode ter. Recomendo este título à todos, em especial para àqueles que possuem pouco conhecimento sobre homossexuais e que, por ignorância (notem que não falo preconceito, mas realmente por falta de informação), acabam propagando discursos totalmente desagradáveis. Um livro belo e simples, mas ao mesmo tempo intenso e imprevisível. 

Até logo,
Sérgio Henrique

11 comentários:

  1. Já tinha visto esse livro na lista de lançamentos da editora, no entanto não sabia do que se tratava a estória pelo fato de ainda não tido lido a sinopse, porém após ler sua resenha percebi o quanto o tema abordado de uma maneira muito aberta, e de fácil compreensão, fez com que a trama ficasse envolvente e cativante, realmente achei excelente, e fiquei morrendo de vontade de ler esse livro o quanto antes.

    ResponderExcluir
  2. Só li um livro LGBT até hoje (Will e Will) e achei a história meio besta, diferente de Simon vs Agenda Homo Sapiens, que parece ter uma trama ótima e uma narrativa fluída e informativa, nos informando mais sobre quem sofre com o preconceito imposto pelas pessoas. Abraços, adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  3. Oi, migo, como vai?
    Eu quase não leio livro com temática LGBT o.o notei isso. Simplesmente, porque, às vezes, não sei qual ler ou sei lá. Mas deve ser muito bacana.
    Este livro, apesar dos temas pesados, parece ser uma estória bem fofa!
    Talvez eu leia este e te diga o que achei! :)
    http://incriativos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, migo, como vai?
    Quase nunca leio livro LGBT o.o tenho que ler mais deste gênero literário!
    Pelo que pude entender, apesar de ser um livro om temas pesados, parece algo fofo/levinho para ler hihi
    Talvez eu leia este livro e te diga o que achei hihi
    http://incriativos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Li poucos livros que retratam a realidade gay, achei legal a resenha, pois retrata a coragem e não o medo. Gostaria de ler esse livro para saber o que acontece no final.

    ResponderExcluir
  6. Oi Sérgio, tudo bem?
    Symon parece ser um personagem muito amável e pelo que eu ja andei folheando o livro ele realmente é excelente. Só li alguns trechos e tive a impressão de que em alguns momentos ele é também bem irônico e engraçado. Espero poder ter a chance de desfrutar desse livro o quanto antes.

    ResponderExcluir
  7. Quero muito esse livro, trata de um personagens que ultrapassou barreiras e lutou contra o preconceito com os homossexuais, o livro parece ser de simples leitura e parece nos fazer se colocar no lugar do personagem em diversos momentos, ainda mais com o livro possuindo uma playlist, que nos propõe ainda acompanhar os gostos musicais dele, acho que é uma grande inovação e um livro original

    ResponderExcluir
  8. A hype desse livro é bem alta, tanto aqui no Brasil quanto lá fora. E sim minha vontade de lê-lo também cresce a cada dia. A temática do livro me interessa bastante e todo esse mistério que envolve Blue me deixa ainda mais curioso. Além disso o que você citou na resenha sobre "sair do armário" é algo que eu penso já faz um tempo e concordo muito, quer dizer porque os gays precisam ficar se assumindo por aí? Acho que além de tudo o livro deve trazer algumas reflexões bacanas e é isso que eu procuro em histórias assim.

    Abraços, Carlos.

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é maravilhoso!!!
    Meu xodó ❤️❤️
    A Becky soube como abordar cada tema que nos é apresentado( homossexualidade, amizade, chantagem e tantos outros) de forma leve e descontraída, que nos faz pensar em determinados aspectos de nossas ações! Tem uma escrita fantástica e sem dúvida, entrou para minha lista de favoritos!!

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante da premissa do livro e da sua resenha, parece ser aquele tipo de livro que mesmo sendo mais leve ainda faz a gente pensar em como as pessoas (principalmente adolescentes) sofrem preconceito em relação a orientação sexual. Estou bem curioso.

    ResponderExcluir
  11. Eu li esse livro em ebook e agora eu quero ter ele físico <3
    Esse livro é muito, muito, mais muito amorzinho. A história é super envolvente e os personagens super carismáticos. E a minha parte preferido nesse livro eram as trocas de e-mail entre Blue e Simon, e eu também tentei adivinhar quem era Blue e acabei errando. Acho que até nessa revelação, de quem era Blue, a autora conseguiu quebrar estereótipos.
    E é incrível a relação entre Simon e a sua família, pois sejamos honestos, infelizmente não é toda família que aceita ter um filho gay :/
    Se eu não me engano esse livro é a estreia dessa autora e acho que ela se saiu maravilhosamente bem <3
    Enfim, eu amei esse livro e com certeza vou reler outras vezes, com direito a Oreo e tudo *-*
    Beijo!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!