Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
1

Retrospectiva literária de 2015 e três metas para 2016!

Olá, leitores.

Ciclos acabam outros se iniciam. Em 2015 tive muitas experiencias literárias, e a maioria delas compartilhei com vocês aqui no blog, com isso, venho neste post explorar uma retrospectiva do ano que acabou e criar algumas metas para o atual. Para isso, contei com a ajuda do queridinho dos leitores: o Skoob.

Click na imagem para conferir todas as minhas leituras

Foram 117 livros lidos. Não vou explorar cada um deles aqui no post porque a maioria ganharam postagem com minhas impressões. Vou mostrar algumas metas pessoais que eu tinha para 2015, coisas que não havia compartilhado com o mundo e dentro de cada meta os melhores. 

Lendo nacionais

A primeira delas era a de tentar conhecer o máximo da nossa literatura, lendo as obras de nossos autores e até que me sai bem nesse quesito; foram 58 nacionais, um número bem alto para competir com as outras nacionalidades e o melhor, consegui tirar o foco da literatura norte-americana:




Alguns dos destaques nacionais:
Adriana Falcão, Queria ver você feliz: Resenha;
Adriana Lisboa, Um beijo de Colombina: Resenha;
Letícia Wierzchowski, Navegue a lágrimaResenha;
Walter Tierno, Cira e O Velho: Resenha;
Milton Hatoum, Dois Irmãos: ainda sem resenha;
Gregório Duvivier. Put Some Farofa: Resenha (por Elidiane Galdino).

Lendo mais mulheres

Em 2015, graças a grupos engajados como o clube #LeiaMulheres, abri meus olhos para as minhas leituras e parei de selecionar de forma aleatória o que iria ler, dando atenção para quem estava escrevendo e de onde viera. Com isso pude conhecer outras vozes e novas visões do mundo. Não que haja uma especifica literatura só feia por mulheres ou que só elas saibam fazer, muito menos estou dizendo que gênero interfere na qualidade literária. Não é nada disso, mas ao abrir espaço para autoras femininas não só na minha estante, mas também nas LEITURAS, me deparo com livros que abordam mais o mundo feminino. É importante destacar essas mulheres que fazem a literatura e principalmente aquelas que começaram a abrir espaço para as contemporâneas quando havia repreensão e eram obrigadas a se esconderem por traz de um pseudônimo que nada revelava sobre suas personalidades. As mulheres têm muito a oferecer na literatura! 

O número de mulheres ainda foi inferior aos homens, mas minha intenção não é APENAS LER MULHERES, isso séria como colocar um cabresto e limitar minha visão, gosto de explorar horizontes, e o que me propus foi igualar um pouco as leituras, o que deu certo, 49 é um bom número. Entre as autoras, além das que já citei anteriormente, destaco:

Anita Deak, Mate-me quando quiser: Resenha;
Sylvia Plath, A Redoma de Vidro: Resenha;
Vanessa Barbara, Operação Impensável: Resenha;
Íngrid Betancourt, A Linha Azul: Resenha;
Paula Gicovate, Este é um livro sobre amor: Resenha;
Maria Clara Drummond, A festa é minha e eu choro se eu quiser: Resenha;
Luize ValenteUma Praça em Antuérpia: Resenha;
Harper LeeO Sol É Para Todos: Resenha em breve;
Louisa May AlcottMulherzinhas: Resenha em breve;
Angélica FreitasUm Útero É do Tamanho de um Punho: ainda sem resenha.


Metas para 2016

O post não deve ficar muito longo, por isso não vou me estender tanto com as metas até mesmo para não me comprometer tanto.

  1. #LeiaNossaLíngua: além dos brasileiros, quero conhecer os autores de outras nacionalidades que escrevem em português;
  2. Projeto #DietaLiterária: Falhei miseravelmente ano passado, mas quero recuperar esse hábito até a pilha diminuir;
  3. The Book Jar: tentar ao menos uma vez por mês retirar um livro da TBR. 

Com isso, tenho só gratidão pelo ano que passou. Ponho confiança em 2016 para que ele me traga bons momentos literários e na vida real. Espero tornar essas metas parte essencial da minha vida como leitor, que seja algo tão natural quanto o habito da leitura.

E você, já parou para pensar no que está lendo? Já fez metas para 2016?

Até logo!


Um comentário:

  1. Tu arrasa demais, amei todas as indicações feitas por você em 2015, principalmente de livros nacionais. Meu foco em 2016, com certeza, vai ser tentar entrar nessa dieta literária e, ao invés de usar a TBR para escolher um livro, vou tentar ler todo mês um livro que está largado na minha estante há anos.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!