Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #128: Pergunte ao Pó - John Fante

Título: Pergunte ao Pó
Autor: John Fante
Gênero: Romance estrangeiro
Editora: José Olympio
ISBN: 9788503007535
Páginas: 208
Ano: 2015

Adicione

Avaliação:





RESENHA

John Fante é um autor norte-americano nascido no Colorado. Além de romancista e contista, escrevia roteiros para cinema que deram origens a filmes consagrados como Pelos Bairros do Vício e O Santo Relutante . Pergunte ao Pó foi seu segundo livro publicado, em meados de 1939.
Aqui vamos acompanhar então a vida de Arturo Bandini, um escrito com vinte anos que mora em um quarto de hotel em los Angeles e vive da renda do que publica em revistas. Mas até então ele só conseguiu publicar um conto intitulado O cachorrinho riu, por isso idolatra seu editor e se gaba pelo grande feito. Mas mesmo tento publicado um conto, ele quer algo mais grandioso, quer escrever um livro que vá lançá-lo ao estrelato literário. Ele acha que não tem muito conhecimento de mundo e precisa sair e buscar experiencias.


Numa lanchonete, ele conhece uma moça mexicana que usa sapatos, maquiagem e roupas que não são de sua tradição, tentando passar uma imagem de americana que ela não tem no sangue. O nome dela é Camila Lopez, e é por ela que Arturo Bandini se apaixona. Nos poucos momentos de encontros, na lanchonete, sempre há farpas entre eles e a relação acaba sendo complicada. Arturo se mostra um personagem durão do tipo que não foge do que quer, enquanto Camila despreza as atitudes dele.
Entre idas e volta do hotel ao café, encontros com prostitutas, dinheiro gasto de forma despretensiosa e um escritor em busca do sucesso, o livro se desenvolve em primeira pessoa sob o ponto de vista do Arturo Bandini, o alter ego do próprio John Fante. No decorrer, Bandini narra os fatos e ao mesmo tempo conversa consigo mesmo, deixando uma narrativa engraçada, tão divertida quanto os diálogos dele com Camila.

O livro tem vários pontos interessantes. Um deles é que se passa logo após a grande depressão na década de 30 e também no início da Segunda Guerra, no entanto o autor apresenta isso de forma breve e rapidamente colocando nos personagens uma indiferença para tais momentos, já que para eles aquilo é o de menos. 
Em certos momentos podemos sentir pena da Camila pelo tratamento bem autoritário que Bandini tem com ela, mas compensa pelo tratamento que ela dá a ele, e quando notamos que de certa forma ela quer algo em troca e atura esses tratamentos, relevamos quaisquer resquícios de machismo.
Em uma escrita rica, John Fante nos ganha pela forma despretensiosa e sem tantos floreios ao escrever. O livro tem pouco mais de 200 páginas, mas seu conteúdo é maior do que alguns livros de 500 que falam tanto e não dizem nada. Há umas passagens que causam aflição e você perde totalmente o apetite por carne.
Pergunte ao Pó é reconhecido por influenciar a geração beat e o Charles Bukowski, eu já havia lido o On The Road do Jack Kerouac e A Mulher mais bonita da cidade, e é fácil entender porquê de ter influenciado tais gerações; no livro de John Fante temos um personagem que não se importa muito com o dinheiro que ganha, sabe que precisa dele para comprar, mas não se atem a guardá-lo e estoca-lo com o intuito de enricar, ele também se mostra bem libertino e, apesar de aparentar ser rude, tem um coração grandioso.

Att,
Pedro Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!