Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #120: História do Futuro - Míriam Leitão

Lido em: Novembro de 2015
Título: História do Futuro
Autor: Míriam Leitão
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580577853
Gênero:
Ano: 2015
Páginas: 496
Adicione


Avaliação Pessoal:



Resenha:


Míriam Leitão é uma das jornalistas brasileiras mais conhecidas. Mesmo vítima da ditadura militar, ela não baixou a cabeça e no jornalismo buscou sempre caminhar para a transparências das coisas. Em 2012, ela foi consagrada com o Prêmio Jabuti de Literatura na categoria Melhor Livro de Não Ficção com o livro Saga Brasileira (Ed. Record) e, após publicar Tempos Extremos (sua primeira ficção) ano passado pela Editora Intrínseca, ela volta em 2015 com História do Futuro, mais um ficção que não deixa de ser tão grandioso quanto os seus livros anteriores.

História do Futuro é fruto de quatro anos de entrevista e pesquisa árdua nos campos da economia, politica, saúde, demografia, natureza entre outros, tudo isso para ter uma visão futurística do horizonte brasileiro impulsionando o olhar para além do presente mostrando como estaremos daqui para lá e quais os caminhos que devemos traçar para alcançar a marca de um país melhor e mais justo.


Com isso, vemos que o texto dá autora não é nada misticista, afinal ela tem base e fontes para falar com propriedade dos temas abordados ao longo dos 12 capítulos. O Brasil é o maio país com maior número de diversidade terrestre e aguá doce, embora haja um desmatamento grande na Amazônia, são mostrados programas com o intuído de reverter esse quadro e visa diminuir o desmatamento a longo prazo. Essa biodiversidade é uma das grandes chaves para o nosso futuro, temos um solo fértil e rico, e podemos usar isso para nosso bem se soubermos utilizá-lo de maneira certa, destruir a floresta sem um investimento cientifico é burrice, afinal ainda há muito o que explorar que poderá ser utilizado seja para fins cosméticos, farmacêuticos e até mesmo agrícola.

Em um país em que perdem a vida a cada ano, por homicídio, mais brasileiros do que o total de soldados americanos mortos em 15 anos da Guerra do Vietnã, a população vai diminuir e a maior vítima será de jovens negro que ainda sofrem preconceito racial. A população irá viver mais e a população irá envelhecer, a autora mostra que é preciso mudar nossa visão de velhice, dando mais cabimento para pensarmos melhor as nossas condições de vivencia. Têm gente se aposentando muito cedo e se continuar dessa forma o tesouro nacional vai quebrar.


Ainda que a população esteja envelhecendo, o número de jovens querendo investir e abrir seu negócio é ainda maior; é a busca por uma independência e um futuro seguro. Os mesmo estão buscando sozinhos e com dificuldades investir em conhecimento para conseguir chegar onde desejam. O futuro das salas de aulas brasileiras será digital e mudar será preciso para melhorar a qualidade de ensino, caberá a população cobrar melhorias e vemos pais desejam educação boa para seus filhos para não repetir o descaso que ocorreu quando não tiveram oportunidade ingressarem num colégio por n's motivo.
O grande estímulo para avançar deve ser a certeza de que já temos muitas vitórias a comemorar. O país tem na área econômica uma infinidade de temas a enfrentar e tarefas a cumprir. O volume delas pode desanimar. No entanto, o olhar para trás estimula pelo muito que já foi feito. O Brasil ficou mais interessante e promissor depois que conseguiu vencer a hiperinflação. Não foi fácil nem foi por milagre. Foram necessários anos, o envolvimento das famílias, o pacto político, a mudança de hábitos, para que deixasse a sina de país de alta inflação que o perseguia desde os anos 1950.
Vários outros temas começaram então a nos ocupar. Confira alguns itens da lista enorme de avanços institucionais, de leis que passaram a valer e de novas políticas públicas após a estabilização: a universalização do Ensino Fundamental, os sistemas de avaliação da educação, a implantação do Sistema Único de Saúde, a redução do desmatamento, a inclusão de negros e pobres nas universidades públicas, as novas políticas de combate à pobreza e à pobreza extrema, a Lei de Responsabilidade Fiscal.
O Brasil passou a seguir uma agenda de modernização avançando um pouco a cada ano depois de 1994. Bancos foram saneados, dívidas de estados e municípios, renegociadas, a nova lei de falência, aprovada. Nada foi linear nem se esgota no que listei; sabemos que a variedade dos temas aumentou e o país tomou consciência da sua complexidade.
Míriam leitão apresenta que a democracia está em crise, mas que ao mesmo tempo se mostra mais forte do que nunca, pois os brasileiros já escolheram que o futuro continuará sendo democrático. A corrupção atrasa o país e isso vem frustando a população que cansa de ver tanta roubalheira. Será um dos trabalhos enfrentar e tornar um Brasil mais justo fiscalizando melhor o que se passa no congresso. Um dos maiores descasos do Brasil é na questão do saneamento básico, inúmeros problemas de saúde poderiam ser evitados caso investissem mais nesse problema público.

Vemos que temos tudo para nos tornamos um país de qualidade de vida superior e que fica a nosso cargo não só anotarmos na agenda, mas sim por em prática tudo o que já sabemos para alcançar essas mudanças, e não deixar que a natureza cuide de fazê-lo sozinha.

História do Futuro é não-ficção mas isso não quer dizer que ele seja um livro chato e acho que a autora focou em ser o mais acessível possível para que mais pessoas compreendessem o que ela queria falar, além do mais, a Míriam não toma partido politico, criticando erros cometidos em quaisquer gestões politicas sejam do passado ou atuais e isso é excelente.


O livro da Miriam Leitão foi uma grata surpresa e uma das melhores leituras que fiz este ano, estava precisando de um choque de realidade em meio a tantas leituras de ficção. Apesar de ver o Brasil sempre num índice ruim, fiquei contente e esperançoso ao ler essa visão baseada em fatos de um futuro promissor.

É necessário para compreendermos onde estamos e o que precisamos fazer para atingirmos as melhorias essenciais. A História do Futuro ainda não foi escrita; ela está em fase de construção e é por isso que recomendo a leitura deste livro.

Até logo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!