Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
1

Resenha #113: O Lado Feio do Amor - Colleen Hoover


Lido em: Outubro de 2015
Autor: Colleen Hoover
Título: O Lado Feio do Amor
Título Original: Ugly Love (2014)
Gênero: Romance norte-americano
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501105738
Ano: 2015
Páginas: 336
Tradutora: Priscila Catao
Adicione


Avaliação:



Resenha



A história começa quando Tate Collins se muda para o apartamento do seu irmão em São Francisco. Depois de uma longa viagem tudo que ela quer é um bom banho e sono, mas seus desejos são atrapalhados quando ela encontra um bêbado na porta do apartamento do seu irmão, Corbin. Sem saber o que fazer Tate liga para seu irmão pedindo ajuda, porém não adianta muito. Logo apos uma "luta" com o homem, sã e salva dentro do apartamento, ela descobre que o bêbado é o melhor amigo do seu irmão, Miles Archer.

Já consciente Miles se mostra muito misterioso, reservado, e não quer um relacionamento - o que é um problema para Tate, que já se mostra bem interessada no piloto. Miles faz de tudo para se manter distante da irmã do seu amigo pois prometeu a si mesmo que nunca mais iria se apaixonar. Com capítulos intercalados com Tate, o ponto de vista de Miles vai sendo apresentado no passado, 6 anos antes, mostrando o porque de Miles ser o que é atualmente.

Durante um jantar de Ação de Graças na casa da família de Corbin e Tate, os planos de não se envolver com Tate vão por água abaixo, quando ele se corta ajudando Corbin com algo e a unica pessoa que pode ajuda-lo é Tate, já que esta é enfermeira. Perdendo o controle Miles finalmente beija Tate porém ele impõe duas regras para a morena, caso eles queiram continuar algo além do beijo. A primeira é nunca perguntar do passado dele e a segunda  nunca esperar um futuro com ele. Tate aceita mesmo sabendo que não vai cumprir nenhuma das regras porque tudo que ela quer é o passado, presente e futuro de Miles.


Por diversas vezes fiquei com pena e raiva de Tate, porque ela nunca conseguia dizer não para Miles, por mais que ela, no momento que aceitou a proposta de Miles, não quisesse um relacionamento foi inevitável ela não querer algo com ele e com isso Tate se mostrou muito dependente dele e sinceramente eu não suporto personagem feminina dependente de homem. Do meio para o final do livro ela vê essa dependência: um relacionamento nada saudável, além do sexo, e toma uma atitude.

A principio eu não entendi o porque daquele distanciamento do Miles, mas conforme os capítulos narrados por ele foram sendo apresentados, eu descobri que o passado dele é mais doloroso que ele aparenta. Como qualquer adolescente Miles se apaixonou por uma garota chamada Rachel porém ambos vem um relacionamento que mal começou sendo destruído quando o pai de Miles e a mãe da Rachel se casam. Não sendo irmãos de sangue e não tendo nenhum sentimento fraterno, o casal decide continuar o relacionamento. Durante o ponto de vista de Miles vemos o quanto ele se entrega ao amor no passado, o quanto ele ama, porém aquele Miles de 17 anos só amava o lado bonito do amor e quando o lado feio do amor é mostrado, ele se afasta só para não sentir nada novamente.

Os personagens secundários são maravilhosos, Corbin é o tipico irmão mais velho querendo coloca a irmãzinha em um pote e proteger contra o mundo. Sam, mais conhecido como Cap, é o "porteiro" do prédio onde mora os protagonistas, por diversas vezes Tate pede conselhos sobre Miles para Cap, depois de um tempo descobrimos que Cap conhece Miles desde de criança e torce para que Tate consiga quebrar o muro que Miles construiu.

Ri muito com alguns momentos como por exemplo, quando Corbin acha que Miles era gay por nunca ter o visto com alguma mulher mas também algumas lagrimas saíram quando Miles afastava mais e mais Tate, e chorei mesmo quando descobri o porque de Miles ser assim, como a tragedia é horrível, o desespero, a magoa.

A principio pode parecer mais um clichê porém Miles e Tate mudam esse conceito. A historia é mais que sexo, é superar o passado para que possa se entregar ao futuro por mais que esse seja desconhecido, lutar por algo que quer, que deseja, não desistir. Basicamente o livro é sobre superação pós-tragedia e como isso afeta cada pessoa seja diretamente ou indiretamente.

No epílogo vemos como os protagonistas estão atualmente e amei como Collen mostrou em forma de poema, oscilando entre os altos e baixos de um sentimentos. Quem me conhece sabe que leio muito rápido e não foi diferente com esse livro, a história é tão envolvente que li em uma noite, super recomendo se você gosta de um romance.



Um comentário:

  1. Oi Sofia!
    Sempre li comentários positivos a respeito de Colleen Hoover, mas nunca li nada que ela escreveu. O Lado Feio do Amor parece ser uma ótima história. Fiquei curiosa para conhecer o passado do Miles.
    Beijos

    http://tudoqueeuli.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!