Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
1

Resenha #109: Pequenas Grandes Mentiras - Liane Moriarty

Título: Pequenas Grandes Mentiras
Autora: Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance Australiano
ISBN: 9788580576795
Ano: 2015
Páginas: 400

Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação:







Resenha:


Pequenas Grandes Mentiras é o segundo livro da autora australiana Liane Moriarty publicado aqui no Brasil pela editora Intrínseca, e vai nos trazer várias sucessões de conflitos familiares que desencadeiam um crime inesperado.

A escola pública de Pirriwee (Sidney - Austrália) leva o lema de "Uma zona livre de bullying", mas na tão aguardada noite do concurso de perguntas (festa beneficente oferecida aos pais dos alunos) vários adultos, após ingerirem doses de um drink delicioso e fantasiados de Elvis Presley e Audrey Hepburn entram em uma confusão, e o resultado é uma uma morte sem testemunhas, afinal, "ninguém viu nada". Mas afinal, quem morreu?, seria mesmo um acidente ou alguém teria feito o serviço?, Quais os motivos?


Para responder essas perguntas, temos um flashback do que aconteceu há seis meses. Assim, somos apresentados aos personagens e fatos que culminaram na noite do crime. A autora foca em três mulheres: A bela e rica Celeste, mãe dos gêmeos Josh e Max e que leva uma vida invejável com esposo Perry; Madeline, com cerca de 40 anos, é mãe de três crianças, sendo a esperta Chloe a caçula e a adolescente Abgail fruto do primeiro casamento, que está deixando a mãe louca por decidir ir morar com o pai, coisa inaceitável, já que o ex-marido abandonou Madeline quando Abigail ainda era um bebê; e por fim, temos Jane, uma mãe solteira e independente de 24 anos que está chegando agora na cidade com seu filho de 5 anos Ziggy, fruto de uma experiência traumática e ela ser mãe solteira é algo abominável pelas outras mães. Essas mulheres têm suas vidas entrelaçados por seus filhos e quando no primeiro dia de aula Ziggy é acusado de Bullying, a escola fica toda dividida e o que parecia uma simples brincadeira de criança, toma uma proporção descomunal, desencadeando a morte já mencionada.

Em um narrativa ágil, a autora por meio de capítulos curtos, explora seu enredo de forma intercalada em terceira pessoa focando nessas três mulheres e ao mesmo tempo consegue nos trazer os depoimentos de testemunhas que estavam presentes na noite da tragedia. Isso tudo com muitos plot twists, o que deixa o leitor muito bem inserido no enredo, ligado e com sede de quero mais um pouco. Não sabemos praticamente de nada acerca do crime, não sabemos motivos, quem foi a vitima e nem quem matou e é difícil chegar a uma conclusão antes que seja revelado.

Ao começar a leitura de Pequenas Grandes Mentiras, não esperava que o livro fosse ter um conteúdo tão rico quanto realmente foi. Em suas personagens, a autora trabalhou muito bem temas como amizade entre mães e o que são capazes de fazer por suas crias; dramas familiares corriqueiros, mas que passam despercebidos para quem está de fora de situação; injustiça e lealdade; o ambiente escolar e principalmente violência domestica (crime que é bem corriqueiro mesmo nos dias de hoje e que precisa ser denunciado sempre na primeira agressão) e a Liane Moriarty traz uma linda e tocante mensagem ao termino do livro que irá emocionar a todos.
Recomendo a leitura para quem gosta de um ótimo suspense arrebatador escrito com um toque de humor e descontração. Surpreenda-se!


Confira a resenha de O Segredo do Meu Marido: AQUI!

Até logo!


Um comentário:

  1. Gostei de sua resenha
    Vou começar a ler este livro

    http://filhadejose.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!