Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
2

Resenha #83: Filha da Floresta - Juliet Marillier

Título: Filha da Floresta
Sevenwaters - Livro 1
Título original:  Daughter of the forest
Autora: Juliet Marillier
Gênero: Romance - Ficção Neozelandesa
Editora: Butterfly Editora 
ISBN: 9788588477971
Ano: 2012
Páginas: 616
Tradutor: Yma Vick

Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação:





Resenha




Lorde Colum é o dono das terras de Sevenwaters. Sendo o sétimo filho, e pai de seis homens, ele esperava que o sétimo descendente fosse um rapaz, mas ao contrario disso, nasceu Sorcha, uma sétima filha de um sétimo filho. Assim que nasceu, a garota e seus seis irmãos (Padriac, Finbar, Cormarck, Conor, Diarmand, Liam)  perderam a mãe, e seguidos por ordem dela, plantaram uma árvore em sua homenagem prometendo cuidar uns do outros, e principalmente da pequena Sorcha.

Em Sevenwaters, terras localizadas na Irlanda, a população é bem supersticiosa, e acredita que algumas regiões são sagradas além do mais. Lorde Colum vive em constante conflito com os Bretões, principalmente com o feudo de um povo chamado Northwoods, conhecidos por seus cabelos claros, por sua estatura alta e por sua falta de caráter. O grande motivo de Lorde Colum batalhar com os Bretões é por terras, já que os Northwoods tomaram A Pequena Ilha, A Grande Ilha e a região da Agulha, locais considerados sagrados, de grandes mistérios e que representam o coração da fé de Sevenwaters.



Em uma dessas batalhas, um prisioneiro é capturado e levado para torturamento afim de confessar os segredos dos Bretões. Simon é seu nome, porém, Finbar, um dos filhos de boa alma e coração solidário, que preza por justiça, pressente que precisa salvar o rapaz e para isso ele conta com a ajuda de Sorcha, agora com 12 anos, que tem grandes conhecimentos de plantas curativas e é uma ótima curandeira. Sendo assim, eles conseguem ajudá-lo.

Porém, o pai dos jovens, arranja uma mulher e pretende casar-se com ela. Os sete filhos pressentem mais uma vez que esse casamento não será nada bom para as terras e nem para o seu povo, tentando assim, de alguma forma, acabar com o casamento, só que  Lady Oonagh é muito perigosa e acaba  lançando uma terrível maldição nos rapazes. Somente a pequena Sorcha consegue escapar e em uma tarefa muito dolorosa deixada pelos guardiões da floresta que a fara abrir mão de tudo, inclusive a voz, terá a qualificação para libertar os irmãos da terrível maldição. Será mesmo que uma jovem, ainda criança, terá capacidade de desfazer o feitiço?


O livro é realmente muito bem escrito. A autora se inspirou em um conto dos Irmão Green, Os Seis Cisnes, para moldar o seu livro e conseguiu fazer uma história extremamente envolvente e de fácil vício.

Narrado em primeira pessoa, pela personagem Sorcha e em 16 longos capítulos, sentimos na pele todas as suas angustias e força de vontade em realizar sua missão. É uma atividade muito dolorida o que ela tem para fazer e que nos põem em seu lugar. Será que aguentaríamos passar por todas os medos que ela passa, por todos os momentos ruins e um especifico que marca profundamente a pobre garota? 
Por ser em primeira pessoa, achamos que a descrição se focará em detalhes supérfluos, no entanto, não, Juliet Marillier, consegue descrever tudo de forma magistral sem tornar a leitura massante ou arrastada, ao contrário, ela constrói cenas envolventes, nos deixando aflitos, ansioso, chorosos, raivosos a ponto de tacar o livro na parede e ainda ficarmos realmente contente por isso tudo.

Os personagens são muito bem construídos e são do tipo que ou você odeia, ou você ama. Os mais encantadores dos irmãos são Conor e Finbar, rapazes com grandes conhecimentos, não só intelectual, mas emocional, capazes de dar a vida pela irmã. Sorcha é uma personagem teimosa, mas determinada, forte, e não mede esforço quando se fala da família. Lorde Calum é um tanto quanto detestável em sua implacável busca por suas terras, às vezes até deixando de lado os filhos.


Um grande ponto no livro é a capacidade da autora de colocar um detalhe no inicio do livro e fazer com que esse mesmo ponto seja ligado a outro durante, ou até mesmo no final, do livro, e isso não se limita a uma única coisa, dessa forma o livro se torna bem amarrado. Mesmo sendo a Sorcha narrando, conseguimos ter um mapa amplo dos dois clãs que têm suas intrigas, notamos seus pontos fortes, fracos e fugimos da limitação da visão da moça criada em Sevenwaters para ter a visão de uma moça mais madura.

Os pontos negativos dessa obra são quase nulos. a principio, você pode achar que as lendas que Sorcha gosta de contar são desnecessárias, mas ao decorrer da leitura, nota-se que são partes que tem os seus motivos de estarem onde estão. Mas se você busca um livro que vai lhe trazer grandes conhecimentos sobre os celtas, esse talvez não seja o livro mais adequado, ele tem a cultura, mas não de uma forma mais técnica.

Se gostas de uma grande história de época, sem melação de triângulos amorosos, mas que tem uma dose bem moderada de romance, um leve tom de misticismo, fantasia e que consegue ser extremamente cativante, Filha da Floresta é um livro ideal para você.

O material gráfico está excelente. Folhas amarelas de uma qualidade ímpar, com fonte de tamanho confortável e texto justificado. O livro possui mapa e uma nota da autora que explica coisas como a pronunciação dos nomes e alguns detalhes da sua história. A cada inicio de capitulo temos alguns detalhes e uma penas de cisnes que os ilustram. Já a capa é fosca com alto relevo no titulo e possui algumas partes metalizadas.

***


Filha da Floresta (2012) é o primeiro volume da Coleção Sevenwaters, seguido pelos já lançados Filho das Sombras (2013) e Filha da Profecia (2014). Pelo notado, os livros são focados em um determinado personagem, no caso do primeiro Sorcha, e a história do mesmo é "finalizada" no mesmo livro, ou seja, cada livro tem um foco, mas dentro do mesmo clã, ou mundo, de Sevenwaters.



Confira o BookTrailer do livro:






Livro cedido em parceria com a Butterfly Editora.

Site Oficial:
http://www.editorabutterfly.com.br/

Page no Facebook:
https://www.facebook.com/butterfly.editora






Até mais,
Pedro Silva

2 comentários:

  1. Adoro uma resenha quando sai essas expressões: "Vontade de tacar na parede" e "ou você os ama ou os odeia" haha adoro livros que mexem com nossas emoções durante a leitura. Dica mais que anotada <3

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  2. Own!!!! ♥ Tô com vontade de encher de corações aqui ♥♥♥

    Você sabe que a Sorcha é minha personagem preferida de todo o mundo literário... E como foi bom ver que você gostou do livro também!!

    A trilogia toda é ótima, mas este livro é muito amor!!!

    Amei a resenha ♥ muito mesmo ♥ E não consigo parar de deixar corações ♥ ♥

    Bjksssssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!