Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
9

Resenha #72: Um Conto Sombrio dos Grimm - Adam Gidwitz

Lido em: Maio de 2015
Título: Um Conto Sombrio dos Grimm
Autor: Adam Gidwitz
Editora: Galera Júnior
Gênero: Infanto-juvenil / Ficção
Ano: 2015
Páginas: 272


Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação:  
  




Resenha:

Era uma vez... não, acho que não. Essa frase já é muito batida, altamente clichê, não é mesmo? Há muito tempo atrás, no tempo da monarquia e das colônias, João e Maria nasceram. Os irmãos gêmeos eram filhos reis, viviam cercados de todo o luxo que seus pais poderiam oferecer. Mas, será mesmo que a história deles é como sabemos? Que encontraram uma bruxa malvada no meio da floresta em uma casa feita de doces? Bem, tenho que admitir que não é totalmente assim. Nesse livro fantástico, conhecemos a versão da história (ou a versão mais próxima possível) que os irmãos Grimm idealizaram. Sim, João e Maria eram filhos de reis. Sim, eles encontraram uma casa feita de guloseimas onde uma bruxa do mal residia e blá-blá-blá... mas isso está longe de ser tudo!

Em Um Conto Sobrio dos Grimm, acompanhamos os jovens irmãos em histórias cada vez mais sinistras, sangrentas e até mesmo macabras. O autor, Adam Gidwitz, baseado na história criada pelos irmãos Grimm, nos mostra as peripécias pelas quais João e Maria passaram durante sua jornada. Entretanto, ele vai muito além disso. Conhecemos toda a história que se passou antes mesmo de eles virem ao mundo. Como seus pais se conheceram e como escaparam da terrível maldição que residia sobre o casal.



"Afinal de contas, para encontrar a sabedoria mais iluminada é preciso passar pelas zonas mais escuras. E, nessa escuridão, não há nenhuma guia. Nenhuma guia, na verdade, a não ser a coragem."


Para um livro publicado por um selo infanto-juvenil, devo afirmar que o achei pesado. Há muitas passagens sangrentas que, sinceramente, eu não recomendaria nem mesmo para alguns adultos. Entretanto, sei que há crianças hoje em dia com o estômago mais forte que o de muito adulto, então creio que cabe apenas aos pais decidirem se seus filhos estão ou não prontos para ler/ouvir a real versão de João e Maria. 

Podemos perceber no final — ou até mesmo no meio de cada conto — uma moral, lição que aprendemos com a história. Ela, é claro, não está explícita, mas fica claro que alguns valores, como defender a família, ser grato, sempre honrar sua palavra e coisas do tipo são altamente difundidos. Conseguimos observar durante a narrativa o amadurecimento dos irmãos, que no começo do livro mostravam-se ingênuos e, no fim, dignos de governança. 

"Mesmo a espada mais firme, quando lançada num fogo profundo, se derrete, dobra e muda de forma. (...) O fogo da culpa e da vergonha era quente o suficiente."


Adam Gidwitz consegue ligar todas as pontas que abriu durante o enredo, mas alguns trechos da narrativa ficaram tão "sem sentido" (não encontrei colocação melhor) que fiquei chateado. De toda forma, o brilho do livro não consegue ser apagado por alguns passagens. A edição da Galera Record está impecável. A capa realmente reflete o clima sombrio do livro e as ilustrações internas tornam a leitura mais prazerosa e até mesmo 'divertida' (vale salientar que, de vez em quando, Adam faz alguns comentários ácidos, o que deixa o livro bem mais fluido).  

De forma geral, recomendo a leitura. Se você é uma daquelas pessoas que gosta de livros com suspense, mas ao mesmo tempo repleto de passagens com humor ácido e cenas macabras, digo que este é o livro certo para você!

Até mais,
Sérgio H.


9 comentários:

  1. Acho que só basta mudar o selo e passar para os adultos.
    http://filosofodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ei Sergio!
    De fato eu tambem acho que o indicativo infantil e muito pesado. Já é de se esperar que baseado na historia verdadeira dos Grimm o conto seja mais pesado. Não temos toda a ilusão bonitinha da Disney aqui :3 Mas eu curti. Não sou dos estomagos mais fortes, mas gosto da parte infanto juvenil e das morais :3 Acho muito digno e essa edição ficou linda, não só na capa, mas aparentemente pelo que você citou, as ilustrações dentro. Devia ter tirado foto tambem pra gente ve, so acho :3

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Oooi, Sérgio. Eu não pegaria esse livro para ler tão fácil, justamente por se tratar de algo mais infantil e etc, mas daí você fala que tem coisas nele que talvez nem um adulto aguente? :O Fiquei curiosa. Sei pouco sobre os contos dos irmãos Grimm mas só de ser diferente do que o água com açúcar que vemos já me deixa mais curiosa. Adorei a capa do livro, apesar de achar o azul uma cor muito ~~fofinha. Beijos.
    Blog Clicando Livros

    ResponderExcluir
  4. Oiiii
    E eu achando que esse livro era para criança, mas como assim tem partes tão fortes que nem um adulto aguenta, fiquei chocada! E como amo livros assim, já quero lê-lo.
    A capa ta liiiiiiiiinda!

    Beijos
    http://www.sacudindoaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir

  5. Oi Sérgio, tudo bem?

    Sendo infanto-juvenil eu acreditava que esse livro era mais infantil, mas pelo que vejo não é.. E como você falou os pais das crianças devem avaliar se elas podem ou não lerem esse livro. Eu sempre tive essa curiosidade em ler os contos macabros (ou mais próximos dos originais) dos contos de fadas (que se for pela direção do livro nem é conto de fadas né?). Gosto do suspense e de essa coisa mais escura, dica anotada. Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora sempre

    ResponderExcluir
  6. Oi Sérgio,tudo bem?
    Não sei se terei estômago para essas cenas mais sangrentas. Mas, depois de ver a última adaptação de João e maria adultos, perseguindo bruxas, demônios, eu confesso que gostei muito desse lado deles que antes não conhecia. E pela sua resenha, acredito que seja mais ou menos isso que o autor irá nos mostrar. Então, super empolgada e ler o livro. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Sérgio, tudo bem??

    Bom eu tenho estômago para ler livros com partes mais sangrentas e densas, mas devo confessar que apesar de adorar uma adaptação eu não me senti motivada para ler esse livro... eu adoro essa coisa mais macabra e densa... adoro sentir frio a barriga lendo. A parte bom do livro é a mais sombria... assim dá um enredo melhor no livro.. essa questão de ser infanto juvenil é complicado porque acho que tinha que ser mais leve... xero!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Sérgio, tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro mas fiquei bem curiosa com essa nova versão para a história de João e Maria. Estranho um selo infanto juvenil ter uma história pesada. Mas mesmo sabendo sobre essas passagens sangrentas que você não indicaria nem para alguns adultos, pretendo ler futuramente.
    Parabéns pela resenha e pelas fotos, estão lindas.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Sérgio! Eu não me interessei por esse livro porque achei que seria mais do que eu era capaz de suportar com tranquilidade, e pela sua resenha estava certa. Apesar da curiosidade, o medo me faz não querer ler o livro. Gostei do seu alerta sobre o público-alvo.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!