Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
2

Promoção: Aniversário 'Escritos & Estórias'



Nem parece que faz um ano que o blog saiu do papel, para finalmente ir ao ar! Nós queremos agradecer a todos que nos acompanham nesse dia-a-dia turbulento de blogueiro, e a todos os 28 blogs que se reuniram para nos ajudar neste dia.
É nosso aniversário, mas quem ganha presente é você, óbvio!

Prêmios

Serão sorteadas 24 pessoas, e cada uma levará 1 livro, 1 exemplar de 'A garota da casa grande' e 20 marcadores sortidos.

- 12 livros nacionais autografados (todos estão autografados para 'o leitor do Escritos e Estórias' MENOS 'O reino das vozes que não se calam', que foi cedido pela resenhista Ellen e 'Pólvora').
- 12 livros estrangeiros.
- 24 exemplares de 'A garota da casa grande'.
- 240 marcadores sortidos.

P.S: Um dos livros sorteados é o 'X Concurso Municipal de Contos - Prêmio Prefeitura de Niterói', que contém um conto meu, além de outros 12 selecionados no concurso. Cada autor recebeu 20 exemplares, e este é o último que eu possuo!

P.S: Gostaria de agradecer aos autores José Maria Sousa Costa, Gislaine Oliveira e Diogo Junio Corgozino por cederem um exemplar de seus livros para sorteio.



O sorteio será finalizado no dia 28/03, no aniversário do blog.



a Rafflecopter giveaway







Regras

- Todos os itens obrigatórios deverão ser seguidos.
- O ganhador deve ter residência no Brasil.
- O ganhador terá 48h para responder o contato.
- Perfis fakes para sorteio não serão tolerados.
- Todos os livros serão mandados pelo blog Escritos e Estórias em até 40 dias. O blog não se responsabiliza por extravio e perda dos correios, nem endereço dado incorreto. Não haverá um segundo envio.
43

Resenha #59: Amy & Matthew - Cammie McGovern

Lido em: Fevereiro de 2015
Título: Amy & Matthew
Autora: Cammie McGovern
Editora: Galera Record
Gênero: Sick-lit
Ano: 2015
Páginas: 336


Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação: 
   




Resenha: 

Em Amy & Matthew, conhecemos um pouco mais sobre a história desse casal nada convencional. Amy é uma adolescente com paralisia cerebral que necessita de um andador especial para se locomover e um aparelho digital para "ser sua voz". Entretanto, ostenta sempre uma faixada de eterna alegria. Matthew não planejava dizer o que pensava, mas quando foi confrontado, acabou falando que ela não poderia ser tão feliz assim, dada suas condições físicas. Estando prestes a entrar em seu último ano escolar, Amy decide que Matthew realmente estava certo e que ela não está feliz com a vida que anda levando. Por sempre estar acompanhada de um auxiliar adulto para a ajudá-la em seu cotidiano, a jovem nunca conseguiu fazer nenhuma amizade em mais de dez anos na escola. Frustrada, decide falar com sua mãe para pôr o seguinte plano em ação: contratar auxiliares de sua escola, jovens de sua idade, para que assim consiga conhecer novas pessoas.

E é nesse projeto que ela acaba conhecendo melhor o Matthew, um garoto que ela já sabia da existência, mas que nunca foi próxima. Durante a leitura, conhecendo um pouco mais sobre ele, constatamos que Matthew também tem seus problemas e segredos. Disposta a ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou, Amy decide que fará tudo o que estiver ao seu alcance. E é nesse clima de ajuda mútua, relações interpessoais e construção de novas amizades que embarcamos nessa história linda e com muitas reviravoltas que Cammie preparou para nós.


Narrado em terceira pessoa (intercalando as visões de Amy e de Matthew) e com um enredo inovador e cativante, Cammie McGovern consegue mostrar ao leitor que possui muito conhecimento no que está escrevendo, falando sobre doenças que afetam uma gama diversificada da sociedade. Devo afirmar que aprendi muito acerca de paralisia cerebral e Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) em seu livro, doenças que conhecia apenas de nome, mas que a partir de hoje terão um significado muito maior para mim.

Embora seja considerado um sick-lit (livro onde o protagonista possui algum tipo de doença), Amy & Matthew é uma obra que nos faz rir. Amy, mesmo com seus problemas motores, não é aquele tipo de personagem frustrada e que fica no cantinho se lamentando. A mesma coisa pode ser dita de Matthew, que indiferentemente de estar em seus momentos altos ou baixos, continua de pé, sempre com um bom humor e uma piada pronta. O vínculo que os dois criam é realmente muito belo. A paciência, calma e companheirismo dos dois chega a ser emocionante em algumas passagens do livro.

Mesmo tendo amado a obra com todas as minhas forças, senti que em alguns momentos a autora forçou um pouco a barra, assemelhando a protagonista feminina ao Stephen Hawking (não somente por causa da questão física, mas também por ser muito inteligente, estereotipando-a) ou criando situações totalmente inesperadas. Entretanto, essas mesmas situações forçadas foram aquelas que me deixaram atônito durante a leitura, que criaram um misto de sensações e emoções dentro de mim.

"Não vamos esperar eternamente que nossas vidas comecem. Vamos fazê-la começar. Vamos ser destemidos para variar e dizer: nós podemos fazer isso."


Há uma crítica explícita com relação aos pais de pessoas deficientes, que muitas vezes acabam por ser superprotetores, sufocando e impedindo que os filhos se mostrem/tornem pessoas autossuficientes. O ponto de vista usado pela sociedade de que o deficiente é alguém frágil e que necessita da ajuda de outra pessoa para tudo na vida é desconstruído e reconstruído nesse livro, fazendo com que nós, leitores, passemos a analisar melhor as questões cotidianas e repensar aquela "pena" que, muitas vezes, temos das pessoas que se encontram naquela situação.

"Talvez não tenha essa noção, mas, quando se tem uma deficiência, quase ninguém fala a verdade para você. As pessoas ficam constrangidas porque a verdade parece triste demais, eu acho. Você foi muito corajoso em ir até a garota aleijada e dizer basicamente: apague esta expressão feliz do rosto e enxergue a realidade."

O fluxo do livro acelera no decorrer da narrativa, fazendo com que o final chegue cada vez mais rápido. Não digo isso pelo fato do leitor começar a ler as páginas mais rápido, mas sim porque a autora aumenta o ritmo e joga uma avalanche de informações em cima de nós. Não consegui visualizar um amadurecimento gradual das personagens. Para mim. foi algo instantâneo. Isso me incomodou um pouco, mas não ao ponto de tirar uma estrela da avaliação geral.

O desfecho, embora seja o esperado, é alcançado de uma forma inusitada. Devo admitir que fiquei de boca aberta com os fatos que convergiram para o fim da obra. Fica claro que uma das mensagens gerais que "Amy & Matthew" nos passa é que todas as nossas atitudes geram um reflexo, seja ele positivo ou negativo. É necessário estarmos sempre prontos para as adversidades da vida, sabendo lidar racional, e não emocionalmente, com os fatos.


A linguagem simples e gostosa da obra colabora com o fluxo rápido da leitura. Foram vários os momentos que me dei conta de que havia lido trinta, quarenta páginas sem nem perceber! Não fique espantado se você se apaixonar pela cativante narrativa do livro. 

A diagramação, embora simples, está impecável. Há algumas passagens que saem do padrão, como cartas e troca de email's entre os protagonistas, abrilhantando ainda mais esse maravilhoso exemplar. A arte da capa e o material usado no livro como um todo está impecável, não há o que se discutir! Não detectei nenhum erro de revisão, o que me deixou bem satisfeito.

Acabo essa resenha com uma simples mensagem que aprendi com essa leitura: por mais "diferente" que seja uma pessoa, não a julgue. Lembre-se sempre que no fundo somos todos seres humanos, pessoas com sentimentos. 


Sorteio

Como amei esse livro, decidi entrar em contato com a Galera Record e adivinhem: eles liberaram um lindo exemplar para ser sorteado entre vocês, leitores! Fico feliz em saber que poderei levar essa maravilhosa leitura para um de vocês e agradeço, de verdade, pelo apoio da editora!

Para participar é simples, basta preencher o formulário abaixo:

a Rafflecopter giveaway


Regras Gerais:

1. Ter endereço de entrega em território nacional.
2. Cumprir todos os requisitos OBRIGATÓRIOS que garantem a participação.
3. Participar da promoção durante o período de inscrição, que é de 27/02/15 até 31/03/15.
4. Responder o e-mail de contato no período de 48 horas após o sorteio. Caso não haja resposta, o prêmio será sorteado novamente.
5. O ganhador que descumprir alguma das regras, ou for sorteado com uma entrada não obrigatória que não tenha sido cumprida, será desclassificado.

Sobre o envio:

1. O envio será feito pela Galera Record.

ATENÇÃO: perfis fakes ou utilizados apenas para participar de promoções serão desqualificados.


Até logo,
Sérgio H.
21

Resenha #58: Os Defensores - Museu de Ladrões - Lian Tanner


Lido em: Fevereiro de 2015
Título: Os Defensores - Museu de Ladrões
Autora: Lian Tanner
Editora: Farol Literário
Gênero: Infanto-Juvenil
Ano: 2012
Páginas: 352


Adicione esse livro ao Skoob

Avaliação:   




Resenha:

Na cidade de Jewel, tudo acontece de forma "certinha" demais. As crianças, até terem doze anos de idade, são obrigadas a andar sempre acorrentadas aos seus pais ou Guardiões Abençoados, pessoas que trabalham de forma integral cuidando dos pequenos de toda a cidade. O motivo é simples: os adultos não querem que suas crianças corram perigos, de nenhuma forma que seja. Tesoura? Nem pensar! Andar sozinho? Você está maluco? E se mercadores de escravos te sequestrarem? Ao atingirem a idade designada, as crianças passam por um ritual de Separação, onde enfim conseguem se livrar das amarras.

Goldie Roth encontrava-se em êxtase, já que seu dia de ser separada havia chegado. Estava farta de andar acorrentada e de sofrer maus tratos de seus cuidadores: a Guardiã Esperança e o Guardião Consolo. Entretanto, algo inusitado acontece, deixando toda a cidade em estado de alerta e, consequentemente, interrompendo e cancelando o ritual. Irritada com toda a situação e com uma voz sussurrando incessantemente no interior de sua cabeça para que ela fuja dali, a garota consegue se libertar e tenta partir, sozinha, para a cidade vizinha, onde alguns de seus familiares moram; local onde não há regras tão severas como em Jewel. Com medo de ser pega pelos Guardiões Abençoados ou pela polícia, a garota se esgueira em cada canto da cidade e acaba sendo conduzida, inconscientemente, ao Museu de Dunt, local onde ela descobre coisas que nunca achou que, de fato, existiam.


Durante o decorrer da leitura, percebemos que o Museu não é como outro qualquer. Suas salas parecem todas iguais e se perder dentro dele é uma coisa fácil. Com um toque de fantasia (e magia), acompanhamos Goldie e Toadspit, personagens principais desse livro, em uma aventura sem precedentes pelo grande Museu de Dunt.

Comecei a leitura do meu exemplar sem muita expectativa e, de cara, acabei gostando da linguagem simples que o livro possui, Embora seja caracterizado como infanto-juvenil, conseguimos distinguir nele certos traços distópicos, onde podemos ler críticas sutis à sociedade, em especial aos pais super protetores e pessoas que, por medo e/ou criação, acabam prendendo psicologicamente as crianças e as impede de crescer. Outra crítica leve presente na obra é com relação a religião: a autora explicita que muitos a usam para fazer coisas em benefício próprio, sustentando suas vontades em nome de deuses.

Mesmo havendo em cada início de capítulo uma imagem dos personagens presentes no enredo, achei que a descrição por parte da autora ficou muito vaga, deixando o leitor sem uma imagem concreta de como seria Goldie, seus pais, os Guardiões ou qualquer outro personagem, seja principal ou secundário.

"- Claro que eu não estou dizendo que seja uma boa coisa dar responsabilidades tão pesadas a uma criança. Elas precisam ter o direito de ter infância. Mas também precisam ter a possibilidade de encontrar sua coragem e sua sabedoria e aprender quando enfrentar e quando fugir. Afinal de contas, se não tiverem permissão para subir em árvores, como vão poder enxergar o mundo tão grande e maravilhoso que se estende bem na sua frente?"



Os Defensores me pareceu uma mistura de três coisas que amo: distopia moderna, o filme "Uma noite no Museu" e os livros da série "Desventuras em série". Entretanto, o fato de se parecer com essas três coisas citadas acima não tirou, em momento algum, a originalidade da obra. Nunca vi nada do tipo no meio literário e devo afirmar que me surpreendi positivamente com o livro. 

Uma das coisas que mais chamou minha atenção durante o decorrer da leitura foi a capacidade que a autora possui em nos mostrar a evolução significativa e gradual de Goldie que, no início do livro, se mostrava uma menina medrosa e indefesa e, no término, uma guerreira nata, com poucos medos dentro de si.

O final do livro não deixa a desejar, já que é o primeiro de uma série. No entanto, muitas coisas não foram totalmente explicadas, deixando pontas soltas para o próximo volume. Estou ansioso para ler a continuação e saber se a autora, de fato, irá concluir os pensamentos que abriu no primeiro livro ou se infelizmente os deixará passar, admitindo trechos inacabados em sua obra.

"Eles tentaram paralisar a vida. Eles queriam estar completamente seguros e serem felizes o tempo todo. O problema é que o mundo não é assim . Não é possível que montanhas altas existam sem vales profundos. Não é possível ter grandes alegrias sem grandes tristezas. O mundo nunca está imóvel. Passa de uma coisa à outra, para frente e para trás, como uma borboleta que abre fecha suas asas."


Não se engane: Os Defensores - Museu de Ladrões não é apenas um livro infanto-juvenil. É uma obra repleta de passagens fortes, que fazem com que o leitor prenda a respiração de tanta aflição. Uma aventura inimaginável que nos ensina sobre coragem, amizade e, acima de tudo, amor por aquilo que acreditamos. Mas nem tudo são flores... morte, inveja e traição estão, aos montes, nesse pequeno e delicioso livro.

No quesito "qualidade do exemplar", a Farol Literário deixou um pouco a desejar. Embora todo o material interno do livro seja fantástico e a arte da capa inovadora, a ausência de orelhas me fez ficar um pouco desanimado, já que as extremidades acabam ficando um pouco desgastadas. No mais, gostaria de dizer que indico a leitura da obra para todas as idades e gêneros, mas em especial para aqueles que adoram uma boa aventura!

Até logo,
Sérgio H.
6

Sorteio de Estreia: Pobre Leitora + Passeando com os Livros


Olá! Nós, Vitória e Nathalia, estamos comemorando a estréia dos nossos blogs: Passeando com os livros e Pobre Leitora. Nada melhor do que estrear com um super sorteio não é? Nos juntamos com alguns blogs amigos e montamos alguns kits incríveis para vocês. Esperamos que gostem e participem. Boa sorte!!


Paradise Books - Por Você
Passeando com os livros - Se eu Ficar + kit de marcadores
Drafts da Nica  - Desejos
Malucas por romance - Em busca de Wondla

a Rafflecopter giveaway  


Primavera Literária - Um caso perdido
Caderno de Anotações - A menina que semeava
To pensando em ler  - Teardrop: Lágrima
De cara nas letras Armadilhas do destino
MillkShake de Palavras - Kit de marcadores


Leituras Insanas - Onde Deixarei Meu Coração
O maravilhoso mundo da leitura - Quando eu era Joe
Pobre Leitora - A Garota Certa + kit de marcadores
Dialética Proposital  - Enquanto a noite durar 



Re.Viewx - As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender
Cantar em Verso - Uma chance para recomeçar
My Dream's World - Superação
Conversa de Livro - Mago: Aprendiz
O Cantinho Literário - Kit de mimos variados


S2 Ler - Vermelho como o sangue
Procurei em Sonhos - Eu fico Loko
Pausa Para um Livro - Como falar com um viúvo
Desbrava(dores) de Livros - Livro Surpresa
Blog Planet Pink - Kit de marcadores



Livroterapias - O Hobbit
LiteRata - Diário de um adolescente apaixonado Endless Poem - Cidades de Papel Livros de Elite - Um gato de rua chamado Bob Paradise Books - Kit de marcadores

a Rafflecopter giveaway


Regulamento:

  1. Início: 22/02/2015. Término: 22/03/2015
  2. Para participar, preencha as regras obrigatórias do formulário do rafflecopter. As outras entradas são opcionais, mas quanto mais você preencher, mais chances tem de ganhar!
  3. É necessário ter endereço de entrega no Brasil.
  4. Perfis fake ou criados apenas para promoções não serão aceitos.
  5. Cada blog é responsável pelo livro que cedeu e este será enviados em até 45 dias.
  6. Não nos responsabilizamos por problemas de atraso após o envio, extravio dos correios, avarias no transporte via correio e endereço informado errado pelo sorteado para a entrega do livro.
  7. Entraremos em contato por e-mail e o sorteado tem 48 horas para responder ao e-mail.


No mais, boa sorte!


19

Promoção: Aniversário 'Entre Séries e Livros'


"Um ano de alegrias, Um ano de descobertas. Um ano de aprendizagem. O Entre Séries e Livros está completando um ano na blogosfera, e nesse mês comemoraremos junto com vocês essa conquista! Preciso agradecer a cada blogueiro que fez desse sonho, uma realidade. Obrigado pelo apoio de todos. Obrigado pelas críticas e pelas dicas. Muito obrigado, leitores, por todo carinho e atenção! Então, nada melhor que uma promoção para agradecê-los e presenteá-los."                                                                                                                                                                                            -ES&L







Regras Principais:

1.  Ter endereço de entrega em território nacional.
2.  Cumprir todos os requisitos OBRIGATÓRIOS que garantem a participação.
3.  Participar da promoção durante o período de inscrição, que é de 22/02/15 até 22/03/15.
4.  Comentar nesta postagem com seu e-mail para facilitar sua localização, caso ganhe.
5.  Responder o e-mail de contato no período de 72 horas após o sorteio. Caso não haja resposta, o kit será sorteado novamente.
Sobre o envio:

1. Os prêmios serão enviados de forma separada; cada blogueiro responsável pelo livro que cedeu. Os blogs terão um prazo de até 40 dias para ENVIAR o livro ao ganhador, começando a contar a partir do resultado da promoção.
2. Nenhum blog se responsabilizará por eventuais extravios, roubos ou perdas da transportadora.
3. Caso algum dos ganhadores forneça dados errados e o livro retorne ao remetente, não será feito um segundo envio.
4. O ganhador que descumprir alguma das regras, ou for sorteado com uma entrada não obrigatória que não tenha sido cumprida, será desclassificado.

Alerta: perfis falsos ou utilizados apenas para participar de promoções serão desqualificados.

No mais, boa sorte a todos! ;)
13

TOP 5: adaptações mais aguardadas para 2015

Olá, pessoal!

Pensei, pensei, pensei, e hoje trago para vocês uma lista das cinco adaptações literárias mais aguardadas por mim nesse ano. Espero que vocês gostem das minhas escolhas! 

5. Cidades de Papel

Li Cidades de Papel ano passado e confesso que esperava mais do livro. Entretanto, como todos falam muito bem da adaptação de A Culpa é das Estrelas (que ainda não assisti, porque não li o livro me julguem), estou interessado e um tanto quanto ansioso para saber se irei gostar mais da obra nas telonas. Sinceramente, eu espero que sim.

Lançamento previsto para 04/06.



4. Insurgente

Mesmo tendo lido toda a trilogia e não gostado do resultado final, quero saber como ficou a adaptação de Insurgente. Pelo trailer, me decepcionei um pouco, porque consegui visualizar que muitos efeitos especiais foram implementados e que houve mudanças significativas no enredo. Bom, espero que não fique pior que o final de Convergente (que leu vai me entender, hahaha)

Lançamento previsto para 19/03.




3. Prova de Fogo (The Maze Runner)

Ainda não tive a chance de ler nenhum dos livros da série Maze Runner (mesmo possuindo os dois primeiros volumes da série), mas já fui ao cinema e assisti ao primeiro filme, que no lançamento estava muito bem falado. Desde então estou com muita vontade de conhecer um pouco mais sobre o labirinto e todas as etapas desse projeto insano.

Lançamento previsto para 17/09.



2. A Esperança - Parte II

Vocês devem saber que sou um tributo, não é? Desde que li a trilogia dos Jogos Vorazes virei grande fã do mundo distópico criado pela Suzanne Collins. Desde então, venho acompanhando cada um dos filmes (que são bem fiéis, por sinal) no cinema, e é de se esperar que eu esteja ansioso para o término da série. Mesmo ainda estando tão longe da sonhada estreia, já comecei a fazer planos para assistir ao filme! E haja coração para aguentar tanto tempo de espera

Lançamento previsto para 19/11.







1. Annie

Recebi o livro recentemente em parceria com a Editora Intrínseca e fiquei fascinado com a obra, como vocês podem ler aqui. Depois que terminei a leitura e soube que o livro seria adaptado, fiquei louco para ir ao cinema. Já chamei algumas amigas e estou aguardando ansiosamente o tão esperado dia! Espero muito desse filme, que promete ser maravilhoso. 

Lançado dia 12/02 em todo o Brasil.



E você? Que adaptação está esperando?

Até mais,
Sérgio H.


19

Resenha #57: Mate-me Quando Quiser - Anita Deak



Lido Em: Fevereiro de 2015
Edição: 1
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582351819
Ano: 2014
Páginas: 248


Adicione esse livro ao Skoob



Avaliação:





Resenha


Mate-me Quando Quiser é o primeiro livro da jornalista mineira Anita Deak, publicado em 2014 pela editora Gutenberg e finalista de prêmio SESC de literatura.


Neste romance cheio de mistérios, classificado como noir, vamos conhecer uma mulher, na faixa dos 40 anos que cansada de viver, resolve contratar um matador de aluguel para realizar uma tarefa que ela mesma não tem coragem de fazer, se matar.
Soares, o responsável por tirar a vida dessa mulher, não é um assassino comum , já que só consegue fazer seu trabalho se estiver no clima por conta de seu misticismo e sendo assim, a mulher lhe dá um prazo de quatro meses para ele realizar a tarefa, mas que seja feita na cidade de Barcelona, local onde ela deseja morrer.

A partir daí já ficamos curiosos sobre alguns mistérios:

1. Quais os motivos de contratar alguém para se matar?
2. Por que em Barcelona?
3. Soares vai conseguir?
4. Como?

Não bastando essas questões, lá em Barcelona, a Mulher (como é chamada no livro) tem uma pequena intromissão na vida de um Homem, que acaba desencadeando a intromissão na vida de mais duas mulheres e um casal de crianças, sendo assim, ela tem sua vida misturada a de outras, mal sabendo ela que isso iria causar tantas confusões. desentendimentos e algo bem maior do que apenas o seu suicídio comprado.

As personagens criadas por Anita Deak são carregadas de algum sofrimento. Temos um marido que se divide em dois para dá sustentabilidade à duas famílias e que por isso tende a ter um peso na consciência. A Loira e a Morena, personagens distintas, que vivem a mesma situação; ambas tiveram que abandonar seus sonhos por causa do casamento, ou viram no casamento uma forma de viver seus sonhos. Outro é matador Soares que tem seu modo de agir totalmente pensado, já que ele tem de ser discreto e não deixar pistas de sua profissão. E a Mulher, com seus mistérios que decide retirar a vida.


O livro possui uma narrativa ágil em terceira pessoa com discurso indireto livre, onde em certos momentos temos o narrador refletindo e conversando com o leitor sobre alguns dos acontecimentos, mas sem deixar de sair da terceira pessoa. Os capítulos são curtos, o que deixa a leitura mais rápida do que imaginamos ser.

O comportamento humano é um dos maiores pontos desse livro, já que trata de suicídio comprado, suicídio, traição, bigamia, desentendimentos, sonhos, psicologia... entre outros. Chegamos com isso a pensar mais em o quanto nossos atos pode influir na vida de outras pessoas, às vezes queremos até agir certo, mas nem sempre a intenção é interpretada da forma que queríamos que fosse.

Anita Deak nos traz uma história que nos deixa com uma pulga atrás da orelha e leva isso ao decorrer da narrativa, mas que só é apenas um plano inicial para o que estará por vir logo em seguida e que acaba surpreendendo o leitor com um desfecho, envolto de ironia, de partir o coração.


Segundo a própria autora, em entrevista para o programa Entretexto, o livro já está em negociação para ser transformado em filme, com gravações em Barcelona. Ou seja, vamos aguardar que a negociação dê certo. Espero muito, também, que a autora possa escrever outras obras, pois creio, e muito, que ela ainda tem bastante a nos oferecer e que ainda iremos ouvir falar mais de seu nome.
3

Conheça: Lançamentos de Fevereiro - Galera Record


                                                      
                                                      Amy e Matthew, de Cammie McGovern
Às vezes, “eu te amo” é o mais difícil de dizer Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos. Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa. À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou. E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.




Dia 21 (Vol. 2 The 100), de Kass Morgan
Vinte e um dias se passaram desde que os cem escolhidos chegaram à Terra com a missão de recolonizar o planeta, e até agora não há nenhum sinal da Colônia. Eles acreditam ser os únicos humanos em solo terrestre, porém uma descoberta aterrorizante ameaça os novos colonos. Diante de um inimigo desconhecido, Wells assume a liderança, se esforçando para manter o grupo unido e Clarke vai à procura de outros sobreviventes. Octavia continua desaparecida e Bellamy está determinado a encontrá-la a todo custo. Enquanto isso, nas naves, a situação é bastante crítica. O oxigênio está acabando em Walden, e Glass e Luke criam um plano para entrar em Phoenix ilegalmente. Mas, mesmo que funcione, a solução é apenas temporária e a sobrevivência da Colônia está ameaçada. Em Dia 21, a sobrevivência atinge um novo patamar. À medida que os segredos impensáveis são revelados, os cem percebem que tudo aquilo em que acreditavam era mentira. 




Diários do vampiro – Destino (Caçadores Vol. 3), de L. J. Smith
Enquanto Elena Gilbert investiga mais sobre seu futuro como Guardiã, o campus é tomado por vampiros determinados a ressuscitar Klaus, um dos oponentes mais poderosos que o grupo de amigos de Fell’s Church  enfrentou. Nesse meio-tempo, Elena descobre que, junto aos Poderes de Guardiã que tanto precisa, ela receberá uma terrível missão: antes de matar Klaus e salvar a si e a seus amigos, ela terá que sacrificar alguém que ama. Mas será essa a única saída? Não há nenhuma maneira de mudar esse destino? Elena precisa decidir o quanto está disposta a ceder. E rápido — antes que seja tarde demais.









Sem esperança (Vol. 2 Hopeless), de Colleen Hoover
Com a ajuda Dean Holder, Sky descobriu segredos familiares chocantes e reviveu lembranças e sentimentos que tinham deixado profundas cicatrizes. Mas toda história tem dois lados. E agora chegou a hora de descobrirmos a verdade a respeito dele. Assombrado pela culpa e pelo remorso por não ter conseguido salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva e desconta sua raiva em qualquer um que tente desafiá-lo. Ele nunca imaginou que voltaria a ver Hope algum dia, e não acredita na própria sorte ao se deparar com ela depois de tantos anos. No entanto, Holdernão poderia supor que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro.Em Sem esperança, o jovem revela como os acontecimentos da infância de Sky afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele enfim será capaz de se reconciliar consigo mesmo.




As confissões das irmãs Sullivan, de Natalie Standiford
Quando o futuro da família está em jogo, não há segredo grande ou pequeno demais. A avó das irmãs Sullivan reúne a família para anunciar que em breve morrerá. E, possivelmente pior, que removeu toda a família de seu testamento. Como ela é a fonte de quase toda a renda familiar, isso significa que ficarão sem um tostão. Ela foi ofendida por alguém da família, mas diz que, se o ofensor se revelar com uma confissão do seu crime enviada para seu advogado, ela pode recolocar a família no testamento. Agora, nenhum segredo é grande ou demais para as irmãs Sullivan. E que comecem as confissões.









Uma vez (Vol. 2 Eva), de Anna Carey
Quando você está sendo caçada, em que pode confiar? Pela primeira vez desde que fugiu da escola, muitos meses atrás, Eva pode dormir tranquila. Ela está morando em Califia, um refúgio para mulheres, protegida do aterrorizante destino reservado às meninas órfãs na Nova América. Mas a estabilidade tem um preço: foi obrigada a se separar de Caleb, o garoto que ama. Mas, quando fica sabendo que ele está em perigo, abandona tudo para encontrá-lo e acaba caindo em uma armadilha. Agora, presa na Cidade de Areia e vigiada 24 horas por dia, Eva descobre um segredo de seu passado que não poderia ter imaginado nem em seu pior pesadelo.










O crime mais que perfeito (Duda, Jacaré e Cia. Vol. 5), de Carlos Heitor Cony e Anna Lee
Depois de escapar de um bandido digno de filmes de Hollywood, no episódio O bandido de um mundo vermelho, Duda achava que ia ter algum tempinho para descansar e curtir seus passatempos prediletos. Mas isso foi antes de a polícia invadir sua casa em busca de provas contra seu pai. O confiável Sr. Álvaro está sendo acusado de roubar uma das mais importantes — e ricas — clientes do banco em que trabalha. E por mais que Duda e a mãe, Dona Antônia, tentem argumentar, as autoridades insistem em não ouvi-los. Numa corrida contra o tempo, com a preciosa participação do astuto Jacaré e do atrapalhado Joca, eles farão de tudo para descobrir os verdadeiros culpados.







O para sempre de Pedrina e Tunico, de Claudio Fragata
Às vezes, o nunca é para sempre. Mas, às vezes, o para sempre é exatamente isso. Sempre. Constante. Eterno. Um infinito de lembranças. Costuradinhas com linha de memória, ligando momentos que nos marcam para sempre. O primeiro dia na escola. O primeiro brinquedo. O primeiro amigo. A primeira tristeza. Uma perda. O para sempre de Pedrina e Tunico é tudo isso e muito mais. É a certeza de que os que amamos estão sempre, palavrinha teimosa, conosco.







18

Conheça: Lançamentos de Fevereiro - Editora Intrínseca




Um mais um, de Jojo Moyes
Em seu novo livro, a autora de Como eu era antes de você conta o engraçado e comovente romance entre uma mãe solteira falida e um milionário do ramo da tecnologia. A história começa com Jess precisando levar sua filha Tanzie para uma Olimpíada de Matemática na Escócia. O problema é que ela não sabe como chegar lá até conhecer Ed Nicholls, um geek estranho que oferece uma carona até o destino. A engraçada viagem provará que os opostos se atraem e que é possível encontrar o amor nos lugares mais improváveis. [+] Leia um trecho.


                                                     Como o Google funciona, de Eric Schmidt e Jonathan                                                                         Rosenberg com Alan Eagle




O atual presidente executivo do Google e o diretor de produtos que acompanhou o desenvolvimento do Gmail, Android, Chrome, entre outros, reúnem as valiosas lições que transformaram a start-up em uma das maiores empresas do mundo. A partir da história e de curiosidades do dia a dia do Google, eles mostram o caminho para que gestores e empreendedores possam abraçar o espírito de inovação da Era da Internet e atrair e manter talentos em suas equipes. Com prefácio de Larry Page, um dos fundadores da empresa. [+] Leia um trecho.










Objetos cortantes, de Gillian Flynn
Em seu premiado romance de estreia, a autora de Garota exemplar narra a história da repórter Camille Preaker, que retorna à sua cidade natal para investigar o brutal assassinato de uma menina e o desaparecimento de outra. À medida que as investigações para elaborar sua matéria avançam, Camille passa a desvendar segredos familiares perturbadores, quase tão macabros quanto os problemas que ela própria enfrenta. [+] Leia um trecho.











Até você ser minha, de Samantha Hayes 
A assistente social Claudia parece ter uma vida perfeita. À espera do bebê que sempre desejou, ela vive em uma linda casa com seu marido que a ama incondicionalmente. Até que Zoe — a babá contratada para ajudá-la quando a criança nascer — entra na sua vida. Claudia passa a desconfiar de Zoe. E um dia as suspeitas se tornam um medo real. [+] Leia um trecho.













Percy Jackson e os deuses gregos, de Rick Riordan
Com muito humor e tiradas sarcásticas, Percy Jackson explica sua versão da mitologia grega para a criação do mundo e dá aos leitores sua visão pessoal sobre quem é quem na Grécia Antiga, de Apolo a Zeus. Edição de luxo, em capa dura, inteiramente colorida e ilustrada por John Rocco. [+] Leia um trecho.











Quase uma rockstar, de Matthew Quick
Amber Appleton é uma adolescente que mora em um ônibus escolar com a mãe e o leal vira-lata. Dona de um otimismo incansável, a menina se autoproclama princesa da esperança e se recusa a desistir, mesmo quando uma tragédia faz seu mundo desabar. Com personagens cativantes, Matthew Quick, autor do best-seller O lado bom da vida, constrói um universo de risadas, amizade e esperança. [+] Leia um trecho.












Playbook: O manual da conquista, de Barney Stinson com Matt Khun 
Barney Stinson, da série de TV How I Met Your Mother, apresenta mais de setenta técnicas de sedução. Repleto de dicas, macetes, truques e conversa fiada, o livro sugere maneiras divertidas de abordar uma mulher e ser bem-sucedido. [+] Leia um trecho.













A verdade é uma caverna nas Montanhas Negras, de Neil Gaiman
Resultado da parceria inédita entre Neil Gaiman e o ilustrador Eddie Campbell, a obra transita entre o graphic novel e o livro ilustrado, desafiando os limites entre texto e imagem. Esta narrativa fascinante sobre família, a busca por um tesouro e a descoberta de um mundo invisível deu origem, em 2010, a uma performance encenada no Sydney Opera House, com leitura de Neil Gaiman, trilha sonora do Quarteto de Cordas FourPlay e projeções das ilustrações de Eddie Campbell. O espetáculo, ainda em cartaz, já percorreu diversos países. [+] Leia um trecho.





--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gostaríamos de sua ajuda para tentar melhorar cada vez mais nosso blog. Formulamos, então, um pequeno questionário para entender um pouco melhor o que vocês buscam. É rapidinho, eu prometo! Basta clicar aqui. Agradecemos a colaboração de cada um de vocês!



Até logo,
Sérgio H.