Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
21

Resenha #38: Noite Ilustrada - Thedy Corrêa

Lido em: Outubro de 2014
Título: Noite Ilustrada
Autor: Thedy Corrêa
Editora: Belas-Letras
Gênero: Poemas
Ano: 2014
Páginas: 131


Adicione esse livro ao Skoob.

Avaliação:    






Resenha


Em Noite Ilustrada, livro escrito pelo vocalista da banda Nenhum de Nós (Thedy Corrêa), encontramos uma coletânea de poemas escritos em noites de insônia. Inicialmente fiquei com certo receio ao pegar meu exemplar, já que nunca possuí intimidade com este estilo literário. Porém, a cada página lida, maior era meu interesse pela obra. Com versos harmoniosamente simples e tocantes, o autor consegue nos mostrar o cotidiano em que vivemos de uma forma diferente.



A insônia, mal tão retratado em todo o exemplar, é tema principal de quase todos os poemas. Mergulhamos nas noites mal dormidas (ou até não dormidas) do escritor, e por tabela acabamos nos lembrando das nossas noites, quando milhares de pensamentos aleatórios decidem invadir nossa cabeça e o sono parece ser um grande inimigo. Devo afirmar que em alguns momentos cheguei a ficar espantando, imaginando que o autor havia escrito aquilo especialmente para mim (sim, a insônia teima em me abraçar todas as noites!).

Com poemas tocantes e belas ilustrações, Noite Ilustrada é o tipo de livro que recomendo para todos aqueles que apreciam uma boa leitura, tanto gráfica quanto visual.


Fiquem então com o poema que mais me agradou dentre tantos:

Seria perfeito                                                                                                                                                                                                                                                   
por que você não está aqui agora?
seria perfeito
aproveitar este momento
neste silêncio
quando minha vida
parece adormecida
lenta
quase parada
menos distraída                                                                                                                                                                                                                                            
durante o dia não tenho tempo
para suas perguntas
não consigo dar a devida atenção
aos seus medos
não compreendo claramente
os seus desejos
eu não ligo
não vejo
percebo
decifro
eu sou apenas não                                                                                                                                                                                                                                          
você
ao contrário
decidida se esforça e me busca
me procura
me encontra e resgata
para só então me perder
outra vez
em um telefonema
um compromisso inadiável
inabalável vou
a outro encontro de trabalho
e você se dá
ao trabalho
de me perdoar
e vai para casa sozinha
cansada de me esperar
aturar                                                                                                                                                                                                                                                        
por que você não aqui agora?
de madrugada
cruzando as ruas
queimando asfalto
e aproveita este momento
quando estou sem sono
sem esta maldita pressa                                                                                                                                                                                                                              
aproveite                                                                                                                                                                                                                                                        
pergunte tudo
me conte histórias
percorra meu cabelo
com a ponta dos seus dedos
me faça sentir inteiro
me mostre o verdadeiro
sentido de meus erros
e mesmo que pareça
que estou acomodado
aqui
apenas te esperando
o fato é que eu me perco
de tudo
me afasto de você
e a vida vai passando
se esvaindo
correndo e
apenas parecendo
que está é uma vida                                                                                                                                                                                                                                      
normal.

21 comentários:

  1. Oi Sérgio, tudo bem?
    Eu sou como você, nunca me dei muito com esse gênero literário mas após sua resenha consigo ver esse livro de uma forma diferente. Surgiu até mesmo uma pontade de curiosidade sobre ele.
    Adorei sua resenha, está bem simples porém ótima!!

    Italo T
    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sérgio, gostei da resenha, ainda mais que você, assim como eu e a maioria dos leitores, não tem tanta intimidade com poesias. Achei bem diferente.
    Insônias e noites em claro gerando poemas, é uma boa ideia para todos escreverem para si mesmos. A obra parece ser bacana, sensível.
    O interessante da poesia é interpretar ao seu modo, imaginar o que o autor tentou transpor aos versos, viajar, sentir, imaginar.
    Ótima dica de livro para quem gosta e para quem deseja conhecer esse tipo de texto, valeu pela dica!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ola Sergio adorei as ilustrações do livro e mesclar com poemas ficou bem bacana, Nem sempre vemos resenhas de Livros com Poemas e gostei muito da sua , e aguça a vontade de ler e conhecer o livro. abraços

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Legal você também ter gostado do livro, me identifiquei com alguns dos poemas hehehe.
    Esse foi meu primeiro livro de poemas e ainda bem que comecei por este, muito bom!
    A resenha ficou legal, parabéns.

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nem curto muito livros de poesia, na realidade, não gosto de poesia como gênero, mas a capa desse livro ficou tão legal e o texto que você escolheu é bem legal :D Realmente, bateu vontade de conhecer agora


    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  6. ola Segio, tudo bem?
    Amo poesia, mas faz muito tempo que não leio! De vez em quando até arrisco a escrever algumas rs. Só que insonia não é pra mim! O sono me ama! Sabe lendo sua resenha me bateu uma saudade de ler esse gênero.. vou procurar esse livro para comprar!
    bjus!
    http://amorromancesdagih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oii,

    Eu não tenho muito costume de ler poemas, mas eu curti sua resenha. Cara eu adoro Nenhum de Nós, e gostei de saber que o livro é do vocalista, vou me dar a chance de conhecer esse livro.


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Sérgio.
    Não tenho o hábito de ler poemas, mas saber que o escritor é Thedy senti necessidade dessa leitura, eu adorava a banda. E o tema insônia com certeza oferece muito assunto pra ser retratado.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Oi Sergio, tudo bem?
    Não conhecia esse livro, mas me identifiquei muito. Sofro um pouco de insônia, principalmente quando estou estressada com a faculdade. Também adoro poemas, então Noite Ilustrada tá na minha lista agora. Adorei a foto que você mostrou, a diagramação do livro deve tá linda.

    Beijos,
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  10. Sem incentivo eu já tenho insônia, imagina se eu ficar lendo sobre ela? Aí que vai se apoderar de mim mesmo! rs
    Eu já tinha visto a capa nas divulgações (e não faço a menor ideia de qual banda ele pertence), mas não conhecia o conteúdo gráfico e textual. Gostei da poesia que vc apresentou, me senti quase íntima da insônia dele.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Olá

    Eu gosto bastante de poesias e neste ano tenho me aventurado ainda mais pelo gênero. Achei a foto que você colocou sensacional, adorei a ilustração e curti também bastante a poesia que deixou pra lermos. Insônia é um tema bacana pra desenvolver narrativas (eu de vez em quando tenho) e espero poder ler o livro assim que eu conseguir.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sergio
    Não conhecia o livro e achei muito legal a criação da obra através desses poemas tão simples e tocantes e como o projeto gráfico contempla lindas imagens. Gostei bastante e fiquei bem interessado. Esse poema é mesmo lindo.
    Entrou pata a listinha de desejados :)

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Não curto muito poesia, mas decidi ler o livro também, e adorei!! Tenho insônia há muitos anos, então me identifiquei demais com o que o Thedy escreveu. Esse poema que você transcreveu é lindo, não consegui escolher um preferido... rs...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  14. Poemas sempre agradam a maioria das garotas, mas eu nunca fui muito chegada nesse estilo literário, sabe? Só que ultimamente comecei a gostar e esse livro parece ser lindo, achei a capa super bacana e a ilustração na foto está linda, além de que o poema é maravilhoso. Enfim, espero ter oportunidade de ler esse livro *-*

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. OI,
    não leio poemas, não sou fã de poemas, então acredito que não leria esse livro tão cedo, por isso passo a dica, mas tenho que confessar que amo livros ilustrados, e as ilustrações fizeram com que eu ficasse com um pouquinho de desejo pelo livro rsrs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi Sérgio, tudo bem?

    Já tinha visto uma resenha desse livro e achei ele lindo *-* adorei as ilustrações. Nossa, a insônia, tem dias que ela me agarra também, e nossa, eu estava conversando sobre isso com a minha mãe, acho que vou dar esse livro de presente para ela. Nossa, esse poema que você colocou é perfeito, adorei!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  17. Olá

    Eu curto muito livros de poesia e poemas e é muito bom ver resenhas como a sua. Anotei a dica e pretendo ler em breve. E gostei das ilustrações, dão um charme a mais ao livro.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Sergio, tudo bem?
    Achei muito egoísta por parte do autor da insônia, nunca ter tempo para a pessoa que realmente parece amá-lo apesar de seus defeitos, mas no momento em que ele não consegue dormir, querer a presença dela. Fiquei pensando que ele não a ama, mas precisa dela.
    É muito triste isso.
    Não sei se vou gostar desses poemas, risos...
    Mas parece ser um bom livro.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Sérgio, tudo bem?

    Confesso que não tenho o hábito de ler muitos livros de poemas. Os livros desse gênero que eu tenho, prefiro ler aos poucos, de acordo com o meu dia. Gostei da ilustração da capa, é linda.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá Sergio,
    bom a leitura do livro não é bem o que eu gosto, mas achei interessante sobre o autor falar sobre a insonia, o que ataca quase a todos. Sim, eu também tenho.
    Interessante ele usar do poema, para nos mostrar um lado.Mas ainda sim, não me senti tocada para ler. Contudo gostei da foto em que você mostra a ilustração do livro. A diagramação dele deve ser linda.
    Fico feliz de ver o quanto você gostou, e se sentiu intimo. Parabéns por dar a oportunidade ao livro.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  21. Apesar dos poemas são serem meu tipo de leitura favorita, tenho me sentido cada vez mais interessada por esse livro. Apesar de não ter insonia, sou bem ansiosa e costumo passar madrugadas em claro. Achei o texto que você escolheu lindo =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!