Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
28

Resenha #16 - Silo - Hugh Howey

Lido em: Maio de 2014
Título Original: Wool
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580574739
Gênero: Distopia
Ano: 2014
Páginas: 512



Avaliação:




Resenha

Olá, humanos. Esta semana trago para vocês o livro Silo, de Hugh Howey. Publicado no Brasil pela Editora Intrínseca, o livro é uma febre nos Estados Unidos. Originalmente lançado de forma independente, Silo chamou a atenção de editoras norte-americanas após começar a ter venda de mais de 10.000 (isso mesmo, dez mil!) livros em formato e-book ao mês. E há inúmeros motivos para este feito.


Feche os olhos e imagine um mundo onde todo o ar presente na atmosfera é altamente mortal e que todos aqueles que continuam vivos moram em um silo no subsolo do que restou do nosso planeta. Imagine agora que neste local do subsolo falar sobre o lado de fora pode gerar sua expulsão (que é denominada "limpeza"), onde ter pensamentos positivos pode ser o motivo da sua morte. Este é o mundo de Silo



Construído com 144 andares, a construção possuí todo o necessário para manter a população estável. Para não haver desequilíbrios, cada nascimento deve ser precedido por uma morte, e somente aqueles que ganham na "loteria" é que podem procriar.  




Logo no começo da leitura conhecemos Holston, o atual xerife do silo. Sua mulher, Alisson, foi contagiada pelos ideais positivistas e acabou indo para a "limpeza" por isso. Após três anos intermináveis de solidão, Holston decide sair para ir atrás de sua mulher. Muitos pensamentos esperançosos passaram por sua cabeça durante esse tempo, e ele já acreditava que tudo o que vivem, tudo o que é e foi dito para os moradores do silo sobre o exterior não passa de mentiras. Engano dele.

A partir daí, a prefeita Jahns vai atrás de um substituto para o cargo do falecido xerife. Julliete, a mais recomendada para a função, mora em um dos últimos andares do silo (a contagem é feita de cima para baixo, é claro!). Nesta expedição, acompanhada pelo delegado Marnes, inúmeros conflitos de pequeno calibre são fundados com a TI, departamento que cuida da parte tecnológica do silo, bem como das roupas especiais daqueles que vão para à limpeza; roupas estas que dão um tempo a mais de vida para que o indivíduo possa limpar os sensores externos.


É neste momento que as coisas começam a ficar divertidas. Hugh Howey cria conflitos tão inebriantes e fatos tão surpreendentes durante o enredo que nós, leitores, ficamos embasbacados. Diversas mortes inesperadas são tramadas, o que me fez ficar de boca aberta. O autor consegue ser inovador em um ramo da literatura que praticamente todo o conteúdo já está batido; onde parece não haver mais nada sobre o que escrever.

Para mim, Silo não é apenas mais um livro que li neste ano. Ele é um dos livros que ficarão em minha memória (e os próximos da trilogia na lista de espera). Além de bem escrito e inovador, como já dito acima, é um daqueles livros que todos os términos de capítulo deixam você na curiosidade, sabe? Você fica tão entusiasmado que se torna quase doloroso interromper a leitura.

Bom, pessoal. Então fica dito: Silo é uma leitura que todos devem fazer. Devo confessar que passei a observar o mundo de outra forma. Particularmente, estou ansiosíssimo para o lançamento do segundo livro da trilogia.

Por hoje é só, pessoal!
Até amanhã!

Sérgio H. 

28 comentários:

  1. Oi, oi Sérgio!
    Estão falando bastante desse livro.
    Já li resenhas negativas e positivas, mas a sua foi a que demonstrou mais er.. Como é a palavra? Emoção ( não é essa a palavra, mas essa serve)
    A história parece ser muito boa! Gosto de livros assim ,que prendem.
    Amei sua resenha! Muito bem escrita.

    Beijos
    Bárbara
    Toca dos Livros
    btocadoslivrom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Sérgio!!

    Primeira vez que leio algo do livro, e sua resenha me deixou bem animada em ler. A história parece ser bem interessante, bem do genero que gosto

    Beijinhos,
    entrechocolatesemusicas.blogspot.com.br
    EC&M

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito melhor do que eu imaginava, Ana! Quer uma dica? Assim que der para você, adquira-o. Você não vai se arrepender.

      Obrigado pela visita!

      Excluir
  3. Oi, Sérgio!!!

    O livo parece ser bem denso. Confesso que fiquei curioso para ler o livro agora que li sua resenha, antes não tinha. Mas tenho minhas prioridades, sem contar que é uma trilogia que ainda não lançaram os outros, então fica para depois.
    É ótimo quando o livro sempre traz algo inovador e nos surpreende.
    Parabéns pela ótima leitura!!!!

    Abraços!!!
    Encantos Paralelos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Sérgio!
    É a primeira resenha que leio desse livro... e eu adorei!! Parece ser muito bom.
    Mais uma trilogia o/

    Abraço,
    http://entreserieselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Sérgio, tudo bem?
    Adorei a resenha do livro! As distopias parecem que chegaram mesmo para ficar. A sinopse do livro é bem interessante e pelo que li da sua resenha o livro parece ser mesmo muito bom.

    Abraço.

    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece perfeito *---* Eu quero ler! Inveja te matando Sergio!

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  7. Não faz muito meu gênero esse livro , mas sua resenha me animou a coloca-lo na lista de leitura . Livros que tocam emoções merecem ser lidos com certeza.

    abraços

    Joyce

    ResponderExcluir
  8. O livro parece ser bem interessante, logo que comecei a resenha pensei naquela série Terra Nova, mas conforme fui lendo me pareceu bem mais instigante e envolvente.
    Beijos
    Porão da Liesel

    ResponderExcluir
  9. Olá Sérgio, bom pelo que li da sinopse e de sua resenha, a leitura parece uma distopia, ou seja mesmo uma.
    A premissa dele de como o enredo vai se dando foi o que me despertou interesse, e fora o suspense que você deixou no ar sobre a ida do xerife que foi atras de sua esposa. E outra fator é, por que eles não podem ser positivos? É estranho, mas ao mesmo tempo muito bem bolado.
    E agora estou curiosa para saber mais, acabei de adicionar o livro a minha meta e não vejo a hora de descobrir mais sobre a historia.
    Adorei sua resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  10. Lembro de quando vi pela primeira vez esse livro e foi divulgado o primeiro capítulo. Lembro de ter aberto a aba e começado a ler, bem, no momento eu não gostei talvez pelo fato de ter tentado lido pelo PC, coisa que eu detesto. Mas sua resenha me fez repensar isso. 1) Amo distopias 2) Prefiro distopias (não suporto séries tão longas) e 3) Autores que inovam no improvável IUP!
    Com certeza depois dessa Silo vai para minha lista de desejados.

    Abraços, e até a próxima!

    ResponderExcluir
  11. Olá Sergio!
    Achei o livro muito bom. Fiquei intrigado em conhecer a história. Deve ser muito tenso. Principalmente na parte que você disse que pra nascer, alguém tem que morrer.
    Amei a resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu nunca que ia querer ganhar na loteria de algo assim, eu já me vejo as vezes pensando se vale a pena ter filhos no cenário que temos hoje, quanto mais em um "apocaliptico". Quanto as mortes inesperadas, Tio george me treinou bem em Game of Thrones, acho que agora sobrevivo a outros livros haha. Fiquei muito interessada, espero ler logo, Sérgio :) até porque não é tão fácil encontrar livros que nos façam refletir.

    ResponderExcluir
  13. A cada resenha positiva que leio, como a sua, fico mais agoniada pra ler. Nem comprei ainda, estou resistindo bravamente aos meus impulsos consumistas, mas fiquei curiosa pra ler desde que ouvi a Heloísa falando sobre ele. Quero descobrir o que diacho tem que o povo sempre limpa a porcaria do vidro. kkkkkkkkkk Ai, odeio ficar curiosa! =P
    Vou comprar, ainda mais se ele for à bienal no dia em que eu estiver lá! \o/
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  14. Oi, Sergio *-*
    Eu tive a grande sorte de ganhar esse livro em uma promoção, mas até hoje eu não li ele, eu tenho curiosidade e estava doida para ler, mas dai fui vendo alguns comentários negativos e como o livro é meio gordinho, eu fiquei com receio de começar a ler, sabe? Mas por tudo que eu já li sobre, a história é bem interessante mesmo, com a sua resenha eu só tive mais certeza disso, adoro livros em que os capítulos terminam de forma que nos deixam mais curiosos ainda, livros assim são facilmente "devorados" né? kkkk Enfim, adorei a sua resenha, logo irei ler o livro :3

    Beijos :*
    Larissa - Srta. Bookaholic

    ResponderExcluir
  15. Também achei Silo inovador! A própria narrativa era diferenciada, a distopia também se distinguia de várias que já li. Assim como você, estou animada com o lançamento dos demais livros <3
    Acho que Hugh tem o poder de envolver o leitor mesmo!

    Beijos,
    Blog Palácio de Livros

    ResponderExcluir
  16. Olá Sérgio,

    Aprendi a gostar distopias com uma amiga que é uma verdadeira apaixonada, as distopias têm muitas lições interessantes para refletirmos nosso Planeta. Silo deve ser uma obra muito intensa e aliado a isto ter uma obra bem escrita e inovadora, como você colocou são realmente pontos positivos que agregam qualidade à mesma. Outra coisa que você mencionou é a habilidade do escritor em estimular a curiosidade do leitor.

    Beijos
    Tânia Bueno
    http://facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Sérgio.
    Eu adoro distopias, procuro ler tudo que cai em minhas mãos e ainda continuo me surpreendendo com a criatividade de alguns autores em criar um mundo totalmente diferente do que conhecemos e estamos acostumados, isso me fascina.
    E uma característica que me prende aos livros são esses términos de capítulos instigantes, devoro livros assim.
    Silo é um livro que está na lista de desejados desde que foi lançado, e sua resenha só veio fortalecer ainda mais minha necessidade dessa leitura.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  18. Adorei saber que o livro te fez observar o mundo de outra forma, e que você acha que é uma leitura que todos deveriam fazer, porque acabei de comprar Silo! rs... 10000 ebooks ao mês é realmente bastante, com certeza não tinha como não chamar atenção de uma boa editora! Já que o final dos capítulos deixam a gente explodindo de curiosidade, vou ver se reservo um dia inteiro pra ler, começando bem cedinho! hahaha... O autor vem à Bienal, mas incrivelmente não achei nada sobre sessão de autógrafos, só sobre um bate-papo. Torcendo pra conseguir ler antes e ter a oportunidade de autografar meu livro.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  19. Oi Sergio,

    Gostei muito da sua resenha e da forma como você apresentou o livro. Realmente me conquistou, esse mundo subterrâneo e a limpeza, realmente é algo inimaginável.

    Beijos,

    --
    Priscila Yume
    http://yumeeoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Sérgio!
    Tão gostoso quando terminamos um livro com essa empolgação, e melhor ainda a sensação de não ser mais um livro, e sim UM grande livro! Que vai ficar na memoria! Adorei a dica, não tinha lido nada sobre! E pretendo ler esse!
    Um grande Beijo!
    Paulinha Juliana - Blog Overdose Literária!
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá, esse lançamento da Intrínseca não era do meu conhecimento.
    A capa achei realmente linda e bem chamativa. Ao começar a leitura
    de sua resenha, fui gostando mais da narrativa desse livro. Adoro distopias,
    faz tempo que não leio esse gênero, e achei essa dica bem bacana.
    Alguns pontos que você levantou sobre a história, me deixaram bastante
    curiosa, vou pesquisar mais sobre o livro,

    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Sergio, sergio..
    Você quer me fazer pegar Silo nesse exato momento não é?! Pois digo logo: eu não posso! Então não faça essas coisas comigo hahahaha
    Sou mega curiosa com o livro, todos tecem elogios a história criada pelo autor! Distopias sempre me interessam.. mas quando elas trazem algo inovador é melhor ainda!

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  23. Oie Sérgio
    Eu conheci Silo na turnê da Intrínseca e desde então estou super animada para ler; um dos meus gêneros preferidos é o distópico e gostei muito da premissa de Silo, por isso está na minha lista de desejados e vou compra-lo na Bienal em São Paulo. Quando vi que você classificou super bem já li a resenha com muito expectativa.

    Beijos,
    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  24. Olá Sérgio
    Já li algumas resenhas desse livro e a cada uma me apaixono mais pela história. E como fã de distopia, você está fazendo meu bolso ficar ainda mais sem dinheiro.
    Então vamos lá, mais um pra falir. hehehehe
    Adorei sua resenha instigante!
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oiee, eu já tinha visto este livro nas livrarias mas nunca me interessei, também não me lembro de ler nenhuma resenha sobre o mesmo, depois que li sua resenha fiquei muito curioso para conhecer a história, não sabia do que o livro se tratava em si, e adorei a temática, o livro me lembrou o livro The 100 onde a humanidade também vivia isolada desta forma, porém eram no espaço, mas também me lembrei de Terras Metálicas, onde os humanos viviam em uma esfera, enfim, já li diversos livros com esta temática e fiquei curioso sobre este, adorei sua dica de leitura, Abraços.

    ResponderExcluir
  26. Olá Sérgio, tudo bem?

    Confesso que essa é a primeira resenha que leio do livro. Todo mundo diz que é a nova distopia do momento, mas acho que por enquanto vou deixar passar. Ainda mais se tiver continuação, rs.

    Beijo

    ResponderExcluir
  27. Esse livro é muito bom, o Hugh é um gênio e amarrou a trama de uma forma incrível. Reforço a dica do Sérgio de que todos devem ler essa obra.

    Laplace Cavalcanti
    Autor de A Página Certa

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!