Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
5

Resenha #9: O Estrangulador - Sidney Sheldon

Lido em: Abril de 2014
Titulo (BR): O Estrangulador
Titulo Original: The Strangler
Autor: Sidney Sheldon
Editora: Record
ISBN: 9788501041319
Gênero: Romance Policial
Ano: 2011
Páginas: 178
Avaliação


Sinopse:

Na misteriosa Londres, um perigoso assassino desafia a polícia com uma sucessão de crimes. Caberá ao jovem destemido policial Sekio Takagi desvendar esse sinistro quebra-cabeça.





Resenha:

O Estrangulador é narrado em terceira pessoa em 12 capítulos curtinhos e com uma fonte média. A cada inicio de capitulo é apresentado uma imagem, e também há pequenas imagens que dão pequenas pausas no meio do capitulo intercalando as personagens. Minha edição não possui orelhas, já as folhas são brancas.


Ilustração ao inicio do capitulo


Na cidade de Londres um maniaco muito peculiar vem cometendo vários assassinatos de mulheres pelo mesmo modo: Em dias chuvosos, ou que apresente pretensão de chuva. Ele vai ao supermercado de modo sorrateiro e seleciona vitimas que se enquadrem no seu padrão, após espera suas vitimas, que estão despreparadas sem uma sombrinha, ele as oferece uma carona no seu guarda-chuva de modo extremamente educado, e assim as moças ingenuamente aceitam e vão com ele pelas ruas escuras ou não de Londres, sem saberem o que as esperam.

Do outro lado da trama, a policia local passa a buscar pistas que levem a esse tal maniaco com o intuito de prendê-lo e acabar assim com o medo da população que o intitulou de "O Estrangulador". Ninguém sabe qual a verdadeira identidade do criminoso na história, e a Scotland Yard conta com a ajuda do renomado sargento Sekio Takagi para desvendar esse mistério.
Com o decorrer da história, O Estrangulador tem um deslise que pode por em risco o seu joguinho, mas será que ele será desmascarado?

***

Nessa trama nós que estamos lendo temos toda a visão do que está se passando na história, pois, como disse no inicio, o narrador intercala a leitura entre as personagens do livro e a todo instante ficamos ciente do que está para acontecer.

A cada fim de capitulo ficamos mais aflitos em busca dos próximos acontecimentos e a vontade que dá é só de largar o livro quando a história tenha acabado por completo.


Folhas brancas e fonte grande


O autor sabe usar as palavras para ser ligeiro e tornar a leitura fluido e agradável, tanto é que no fim da tarde eu já estava na página final do livro.

Esse não foi o primeiro livro que li do Sidney Sheldon e posso dizer que como o primeiro (O Plano Perfeito), este possui uma ótima história, principalmente para àqueles que estão entrando no mundo dos romances policiais e que buscam uma leitura prazerosa.

Apesar dos elogios, há um pequeno detalhe que me deixou frustado: O final. Sim, eu esperava algo mais surpreendente e bombástico, no entanto, o final foi um tanto quanto previsível e fraquinho, mas nada que deixe-nos com ódio do livro e que não impeça de o ler.
Eu recomendo esta leitura àqueles que desejam uma leitura rápida e gostosa afim de passarem o tempo.
Chuva ao final da tarde sobre a capital inglesa... 
Será esse o sinal de mais um crime? Fica a seu cargo ir descobrir.

Um pouco sobre o autor:

O escritor norte-americano Sidney Sheldon  é um dos romancistas mais lido do mundo, tanto é que ele recebeu do Guinness o título de "Maior escritor traduzido no mundo". Foram cerca de 180 países e mais de 300 milhões de livros vendidos. Todos os livros do autor chegaram a lista de mais vendidos do jornal The New York Times.
Para quem não sabe, ele também escrevia roteiros para a televisão, e foi o criador da famosa série de TV Jeannie é um Gênio.
Uma curiosidade é que no inicio da carreira, ele não se achava capaz de escrever um livro... Agora imaginem se ele não tivesse escrito seu primeiro livro? Obvio que teria perido esse sucesso todo, e nós leitores, ótimas histórias.

Espero que tenham gostado da resenha. Deixem nos comentários suas impressões... e até um próximo post.

5 comentários:

  1. Olá! (Acho que vocês poderiam se identificar kkkkk)

    Mas OK, Seja Sergio ou Pedro, o que tenho a dizer é que eu ainda não li nenhum livro do Sidney! Eu adoro esse tipo de gênero, principalmente os livros do Harlan Coben, Já leu? Se não, eu recomendo sempre! Um amigo meu já me indicou uns livros do Sheldon, mas acabei esquecendo quais eram, este parece ser ótimo, mas tenho minhas dúvidas já que você citou que esperava mais do final. Enfim, adorei saber sua opinião e em breve quero ler um livro dele.
    Ahh, eu indiquei o blog de vocês em uma tag. A tag está dentro da nova coluna do blog: Encantos News.
    http://encantosparalelos.blogspot.com.br/2014/04/encantos-news-01.html

    Abraços.
    Encantos Paralelos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Victor. Eu vou colocar meu nome no próximo post para facilitar a identificação. Essa resenha minha, Pedro.
      Os livros dele são gostosos de se ler, apesar do final, eu recompondo a leitura para que possas conhecer o autor.. Eu amo os livros do Harlan Coben, já li uns 8 livros dele e sempre me surpreendo.
      Passando lá para dá uma olhada na tag agorinha mesmo.
      Obrigado pela visita.

      Excluir
  2. Oii,

    Primeira vez que venho aqui,

    Seu blog é muito fofo.
    Adorei sua resenha, adoro livros com crimes, que me prende, fiquei muito curiosa...

    Estou seguindo seu blog para acompanhar as novidades.
    Beijinhos,
    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi.
      Fico super agradecido e feliz que tenha gostado.
      Já estou indo visitar seu blog.

      Excluir
  3. Excelente passatempo o único inconveniente é a espessura do livro, 178 páginas apenas, mas bem envolventes, tirou o tédio, em livros de mistério ele só perde para Agatha Christie, sei, é chato comparar e complicado pra alguns fazer essa escolha, e as imagens colocadas em cada capítulo, O Estrangulador muito descritivas. Obrigado pela resenha, muito bom.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!